Menu
Busca quarta, 14 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
TELEVISÃO

Jornalista William Waack é afastado do Jornal da Globo por racismo

09 novembro 2017 - 07h43Por G 1

Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida.

Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições norte-americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista.

Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação.

William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir desta quinta-feira, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Mercado financeiro reduz previsão de déficit nas contas públicas
OPORTUNIDADE
Inscrição do concurso para administrativos da Educação encerra na sexta-feira
UNIGRAN
Empresa Junior de Agronomia comercializa verduras agroecológicas na AgroFeira
IBGE
Salário médio do sul-mato-grossense avançou 14% em três anos
IDOSOS
Universidades americanas incluem idosos saudáveis no currículo
PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Mais de 230 mil veículos devem trafegar pela BR-163 durante o feriado
LEVANTAMENTO
Demanda do consumidor por crédito avançou 5,8% em outubro
REGIÃO NORDESTE
Conheça a Praia dos Carneiros e a coloque no roteiro da próxima viagem
BRASIL
Onyx nega ter se beneficiado de repasse da JBS feito em 2012
15 DE NOVEMBRO
Feriado da Proclamação da República: veja o que abre e o que fecha em Dourados

Mais Lidas

PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada
PEDRO JUAN CABALLERO
Vídeo mostra momento em que advogada é atingida por pistoleiros
FRONTEIRA
Mulher é assassinada a tiros, quase um ano após execução do marido