Menu
Busca quarta, 15 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
FAMOSOS

Isis Valverde faz pose de ioga de biquíni e chama a atenção

15 outubro 2017 - 20h13Por Glamour

Isis Valverde aproveitou o calorzão deste sábado, 14, e tirou seu dia de folga. A atriz fez uma pose de ioga e postou a imagem em seu Instagram que chamou a atenção de seus seguidores.

"Os pensamentos são como pedras: constróem, soterram e matam", escreveu a atriz.

Entre os comentários, alguns seguidores da atriz desafiaram seus amigos a repetirem a mesma pose. "Mas nem que eu me quebre todinha eu vou repetir", se divertiu Diana Aragaki. "Queria conseguir fazer isso sem desequilibrar", falou outra fã. "Quem me dera fazer uns trem desses", disse outra.

A atriz está gravando seus últimos capítulos como Ritinha de "A Força do Querer", que chega ao fim nesta sexta-feira. Na trama, a maior dúvida é se a personagem de Isis vai ficar com Zeca ou Ruy, interpretados respectivamente por Marco Pigossi e Fiuk.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PATRIMÔNIO PÚBLICO
Secretário alega furto de 400m de fiação e pede ajuda da população para denúncia
COPA DO BRASIL
Após empate no Sul, Flamengo recebe o Grêmio por vaga na semifinal
POLÍTICA
Após desistência de candidato, Odilon diz não aceitar covardes ao seu lado
ANASTÁCIO
Acidente na BR-262 deixa motorista morto
ELEIÇÕES 2018
Mochi terá Tânia Garib como sua vice na disputa pelo governo
ARTIGO
Evolução no judiciário
ROBÓTICA SESI
Clube de Robótica do Sesi prepara crianças para profissões do futuro
AUSTERIDADE
Novo presidente do Paraguai promete combater a impunidade
LAVA JATO
Moro adia interrogatório de Lula no processo envolvendo o sítio de Atibaia
RIBAS DO RIO PARDO
PMA autua empresa pecuarista em R$ 21 mil por exploração ilegal de madeira

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia não descarta crime passional em caso de cabeleireiro morto a facadas
DOURADOS
Motociclista invade a contramão e executa homem no Piratininga
DOURADOS
Homem é encontrado morto dentro de veículo estacionado em acostamento
DOURADOS
Casal é preso por tráfico no João Paulo II após denúncia de populares