Menu
Busca sábado, 21 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Cineclube UFGD exibe hoje documentário sobre Globalização

27 maio 2011 - 10h33

O projeto de extensão Cineclube UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) exibe hoje, às 20 horas, o documentário “Globalização, violência ou diálogo?”, com debate coordenado pelos professores de Relações Internacionais da UFGD, João Urt e Joseph Luciani, no cine-auditório da Unidade 1, localizado na Rua João Rosa Góes, 1.761, Vila Progresso. A entrada é franca.

A programação faz parte da Mostra do Cinema Francês, realizada durante todo o mês de maio e que será encerrada amanhã (28), com o documentário “O Pesadelo de Darwin”, às 17h.

A temática da Mostra é “Globalização, Globalizações” e o cronograma de hoje e ontem foi alterado em virtude da agenda dos debatedores. Na quinta-feira (26) foi exibido “O Combate dos Juizes” com debate coordenado pelo professor Henrique Sartori.

O Cineclube UFGD conseguiu trazer os documentários para Dourados por meio de subsídio do projeto aprovado pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da UFGD e parceria com a Embaixada da França no Brasil, Cinemateca da Embaixada da França e Institut Français, que oferecem um catálogo com mais de 600 filmes para empréstimo às instituições culturais brasileiras.

A Mostra do Cinema Francês é a primeira do Cineclube UFGD em 2011 com filmes internacionais. Já foram exibidos os filmes: O Banqueiro dos Humildes, Nossos Amigos do Banco, Uma empresa Decente e O Combate dos Juizes.

Neste ano ainda serão realizadas mostras de cinema canadense (junho), chinês (setembro) e alemão (outubro), além das mostras de cinema nacional nos demais meses.

###SINOPSES

“Globalização, violência ou diálogo?” (Mondialisation, violence ou dialogue?, França, 2002) De Patrice Barrat. Duração 52’. Meio Ambiente.

Após os violentos eventos de Seattle e Gênova, por ocasião das cúpulas do G8, vêm o 11 de setembro e suas repercussões mundiais. A ideologia do Bem contra o Mal, a de uma guerra entre diferentes culturas e o confronto entre religiões também se enquadram no âmbito da globalização. Uma reflexão sobre o início do nosso século se revela indispensável, pois embora, por enquanto, as oposições entre partidários e contestadores da globalização sejam apenas verbais, não deixa de ser verdade que as visões antagonistas entre “a sociedade civil” e “os poderes instituídos” são tão generalizadas que o nosso mundo pode vir a cair na armadilha de forças que o paralisarão.

O Pesadelo de Darwin (Darwin's Nightmare, França/Áustria/Bélgica, 2004) De Hubert Sauper. Duração 107’. Classificação etária Livre. África.

Poderia começar como uma lenda oriunda da África. Nos anos 60, na Tanzânia, um peixe chamado perca do Nilo, um predador voraz que dizima todas as outras espécies, foi introduzido no Lago Victoria. Desta catástrofe ecológica nasceu uma indústria frutuosa, pois a carne branca do enorme peixe é exportada com sucesso para todo o hemisfério norte. Mas, acima do lago, imensos aviões cargueiros da ex-URSS compõem um balé constante, abrindo caminho para um outro comércio, ao que parece, o das armas. Pescadores, políticos, pilotos russos, prostitutas e industriais tornam-se cúmplices ou vítimas de um drama que ultrapassa a imaginação. As margens do maior lago tropical do mundo são hoje o palco em que se desenrola o pior pesadelo da globalização.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO DE MS
Semana na ALMS terá duas audiências públicas
FESTA
2ª Peixada Dourados News celebra 19 anos do maior jornal online do interior de MS
BRASIL
Investidores internacionais querem evitar dupla tributação com Brasil
TRÁFICO
Polícia fecha "boca" e prende mulher seis dias após ela sair da prisão
MEIO AMBIENTE
Traficante de aves foge da polícia ao ser flagrado tentando furtar filhotes de papagaio
MÚSICA
Batalha de Bandas acontece neste sábado na Capital
ITAPORÃ
Durante ação voltada ao meio-ambiente, maconha é encontrada às margens de rodovia
BRASIL
Governo libera quase R$ 800 milhões em emendas parlamentares
GP DE SINGAPURA
Leclerc desbanca Hamilton e Vettel na última volta para conquistar a pole
MUDANÇA
Entenda as novas regras para conduzir as motos 'cinquentinhas'

Mais Lidas

SETEMBRO AMARELO
Sem perceber sinais, Silvânia perdeu a filha e hoje reconhece a necessidade da escuta
BARBÁRIE
Após matar criança afogada, pai ligou para ex e inventou sequestro
POLÍCIA
Jovem é executado por pistoleiros em Ponta Porã
DOURADOS
Bêbado é preso após bater carro e derrubar muro