Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
CINEMA

"Bingo - O rei das manhãs" é indicado do Brasil para disputar o Oscar 2018

15 setembro 2017 - 19h05

"Bingo - O rei das manhãs", de Daniel Rezende, será o indicado do Brasil para concorrer ao Oscar como o Melhor Filme em Língua Estrangeira, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, cujo evento ocorrerá em 4 de março de 2018. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (15) pela Academia Brasileira de Cinema (ABC).

A escolha foi feita por uma comissão nomeada pela Academia e formada pelo diretor vice-presidente da entidade, Jorge Peregrino, e por mais seis membros: André Carreira, Iafa Britz, David Schurmann, Doc Comparato, João Daniel Tikhomiroff e Miguel Faria Júnior. O Ministério da Cultura, por meio da Secretaria do Audiovisual (SAV), fez o acompanhamento.

Bozo

O longa-metragem conta a história de Augusto, vivido por Vladimir Brichta, que interpreta Bingo, palhaço e apresentador de um programa infantil de TV que faz enorme sucesso. Frustrado por não ser reconhecido pelo público, o ator passa a se envolver com drogas nos bastidores da produção.

O filme é a cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa homônimo dos anos 1980. Recentemente, "Bingo" também foi o escolhido para ser o representante brasileiro a disputar uma vaga na categoria de Melhor Filme Ibero-Americano no Prêmio Goya, que acontecerá em fevereiro de 2018. O filme contou com recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

O filme foi escolhido para disputar o Oscar entre 22 candidatos. Também estavam inscritos "A Família Dionti", de Alan Minas, "A glória e a graça", de Flávio Ramos Tambellini, "Café - Um dedo de prosa", de Maurício Squarisi, "Cidades fantasmas", de Tyrell Spencer, "Como nossos pais", de Laís Bodanzky, "Corpo elétrico", de Marcelo Caetano, "Divinas divas", de Leandra Leal, "Elis", de Hugo Prata, "Era o Hotel Cambridge", de Eliane Caffé, "Fala Comigo", de Felipe Sholl, "Gabriel e a montanha", de Fellipe Barbosa, "História antes da história", de Wilson Lazaretti, "Joaquim", de Marcelo Gomes, "João, o maestro", de Mauro Lima, "La vingança", de Fernando Fraiha e Jiddu Pinheiro, "Malasartes e o duelo com a Morte", de Paulo Morelli, "O filme da minha vida", de Selton Mello, "Polícia Federal - A lei é para todos", de Marcelo Antunez, "Por trás do céu", de Caio Sóh, "Quem é Primavera das Neves", de Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado, "Real - O plano por trás da história", de Rodrigo Bittencourt, "Vazante", de Daniela Thomas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Homem morre na BR-163 após bater veículo de frente com carreta
QUADRINHOS
HQ do Batman faz alusão a Bolsonaro com fala sobre porte de arma
NOVA ANDRADINA
Duas mulheres são flagradas com 50 quilos de maconha que iria para SP
FINALMENTE
Após um mês, emissão de RG é regularizada em Mato Grosso do Sul
SEU BOLSO
Saiba se você terá direito ao saque de R$ 998 no FGTS
CAMPO GRANDE
Mulher esfaqueia marido e vai parar na delegacia com filhos pequenos
SUCESSO
MS expõe programa "Criança Feliz" a técnicos do Ministério da Cidadania
BALANÇO
Número de casos de dengue passa dos 38,7 mil no ano em MS
RECUO
Bolsonaro veta distribuição de 100% do lucro do FGTS aos trabalhadores
GOIÁS
Dupla de MS é presa rebocando carro com 113 quilos de maconha

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados