Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Cristiano de Matta é eleito o novato do ano na F-1

27 dezembro 2003 - 09h27

O bom desempenho do brasileiro Cristiano da Matta no primeiro ano na Fórmula-1, competindo pela Toyota, foi reconhecido pela revista inglesa "F1 Racing". O mineiro foi eleito o "novato do ano" pela publicação especializada. Na temporada de estréia na principal categoria do automobilismo mundial, Cristiano da Matta marcou dez pontos, terminando em 11º lugar no Mundial de pilotos. O brasileiro ficou à frente do companheiro de equipe, o francês Olivier Panis. Com nove anos na F-1, Panis conseguiu apenas seis pontos.A "F1 Racing" considerou o espanhol Fernando Alonso o piloto do ano. Alonso se tornou o mais jovem vencedor da história da categoria, ao ganhar o GP da Hungria, em Hungaroring.Terceiro colocado na temporada, o colombiano Juan Pablo Montoya foi eleito "o personagem" de 2003.Michael Schumacher, que estabeleceu o recorde de seis títulos mundiais, não foi lembrado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IGUATEMI
Conduta de cabo que matou sogro a tiros em fazenda será investigada
AEDES AEGYPTI
Paraguai decreta situação de emergência por conta da dengue
CAPITAL
Mulher desaparece após dizer que iria fazer tratamento em hospital
BRASIL
BC lança sistema que promete transferir dinheiro em até 10 segundos
CAMPO GRANDE
Após ser diagnosticada com doença rara, menina de 5 anos morre em hospital
REGIÃO
Procon aciona MPE para combater abusos na venda de combustíveis
JUSTIÇA
Réu por assassinato, filho foi escondido pela mãe o tempo todo
BRASIL
CGU vai fiscalizar os municípios de Caracol e Miranda em 2020
CRISE
Força Nacional será enviada ao Ceará após motim e tiros contra Cid Gomes
OPORTUNIDADE
Hospital Regional abre edital para processo seletivo com 27 vagas para profissionais da saúde

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018