Menu
Busca Quarta, 24 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221

Corte de água e energia deve gerar processo, diz defensor

19 Dezembro 2003 - 09h13

O consumidor que tiver a água ou a energia cortada deve entrar com ação judicial contra a empresa fornecedora, conforme orientou  o Procurador da Defensoria Pública Elias César Kesrouani. "A Constituição estabelece que o Estado deve preservar a vida, a saúde e dignidade humana. As empresas tem de entender que a água é um bem essencial à vida e o código de defesa do consumidor prevê que o serviço de água e energia são essenciais e contínuos, o que é mais importante, e não podem ser interrompidos", alertou.Outro ponto levantado pelo defensor é que as empresas não aguardam a tramitação do caso: primeiro interrompem o serviço para então aguardar decisão judicial. "Isso é ilegal. O Judiciário está atento a isso e tem julgado que o corte é ilegal na maioria das vezes. O corte do serviço também gera danos morais, e as empresas têm de pagar por isso", afirmou.Caso o cidadão seja prejudicado, deve procurar a Defensoria Pública do Consumidor e ajuizar medida cautelar para evitar o corte. Se o serviço já tiver sido interrompido, a mesma ação deve ser impetrada para reestabelecer o serviço, o que segundo Elias César é julgado no mesmo dia. Nesse caso, também cabe processo por danos morais e materiais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Paraguai libera uso de bitrem e abre caminho para exportações via porto de Concepcion
FACULDADE
Matrículas para cursos do Senai vão até 21 de março em 11 cidades
R$ 35 MIL
Empresário de eletrônicos é preso voltando da fronteira com dinheiro não declarado
TELEVISÃO
'BBB18': Wagner e Lucas ficam imunes; Viegas e Caruso levam R$ 5 mil
FUTEBOL
Corumbaense volta a campo para classificação inédita na Copa Verde
FRAUDE
Justiça bloqueia R$ 800 mil em bens do prefeito de Água Clara
LOTERIAS
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 20 milhões nesta quarta-feira
WORKSHOP
Dourados sedia hoje conferência sobre conflitos territoriais indígenas
FERRAMENTA
Encomendas enviadas pelos Correios poderão ser rastreadas pelo CPF
SEGUNDA INSTÂNCIA
Tribunal julga hoje recurso de Lula contra sentença de Moro no caso triplex

Mais Lidas

DOURADOS
Motociclista morre em acidente na Perimetral
FEMINICÍDIO
Assassinato de mãe de seis filhos foi premeditado, acredita polícia
ESTELIONATO
Suspeito teria levado R$ 200 mil com golpes contra idosos
DOURADOS
Homem é preso no Altos do Indaiá por posse de arma de uso restrito