Menu
Busca quinta, 21 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221

Convênio vai implementar medidas socioeducativas em MS

01 agosto 2006 - 10h28

Com o objetivo de implementar a formação profissional dos operadores do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente e atender, por meio de oficinas de cidadania, adolescentes e egressos das Unidades Educacionais de Internação do Estado, foram liberados pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, por meio de convênio, recursos no valor de R$ 423,5 mil, somando-se à contrapartida do Estado.O programa “Implementação da formação profissional dos operadores e dos adolescentes do sistema de medidas socioeducativas de Mato Grosso do Sul” vai abranger todos os operadores da rede do Sistema de Garantia de Direitos, como juízes, defensores, promotores e profissionais dos poderes Executivo e Judiciário que executam medidas socioeducativas. Os recursos serão destinados à realização de seminário sobre o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), à implementação de oficinas de arte-educação e profissionalizantes para adolescentes em internação e egressos. Como atividades da meta de implantação de oficinas de arte-educação para adolescentes em internação, serão ministrados cursos de preparação para o trabalho, confecção de bijuterias, reciclagem de papel e garrafas e realizados eventos como a Olimpíada Estadual e o Festival de Talentos.Para implementação das oficinas profissionalizantes, será adquirida uma oficina móvel de informática do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) para realização de cursos nas unidades de internação do Estado e uma cozinha multifuncional para atender os egressos. Serão oferecidos cursos de confeiteiro, panificação, lancheteria caseira, aproveitamento de alimentos, salgados, folhados, doces, chocolate e derivados, entre outros, ministrados por instrutores do Senai. Segundo a coordenadora de Medidas Socioeducativas, Yara Carvalho, a cozinha multifuncional possibilitará a realização de cursos profissionalizantes direcionados a egressos das unidades de internação e seus familiares, visando à geração de emprego e renda. “Essa iniciativa constitui-se no primeiro programa de egressos da internação do Estado e atende uma importante demanda no âmbito dos atendimentos socioeducativos”, afirma a coordenadora. Atualmente, aproximadamente, 230 adolescentes cumprem medidas socioeducativas nas oito unidades educacionais de internação existentes em Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Giulia Costa renova o bronzeado e se refresca em dia de praia no Rio
CAMPO GRANDE
Menino de 9 anos tenta atravessar a rua é atropelado por van escolar
POLÍTICA
Oposição promete dificultar tramitação da reforma da Previdência
CRIME AMBIENTAL
Ambiental prende infrator pescando em cachoeira durante a Piracema
REUNIÃO
Governadores pedem ajustes na reforma e plano de ajuda a estados
CAPITAL
Motorista atropela motoqueiro e na fuga acerta carro estacionado
UEMS
Palestra sobre meditação será na próxima sexta-feira em Dourados
PONTA PORÃ
Baleado na cabeça, integrante de família tradicional morre em hospital
RAIS
Empregadores devem entregar declaração anual até o dia 5 de abril
TRÁFICO
Polícia recupera veículo com mais de 400 quilos de droga na MS-164

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular
DOURADOS
Para não ser preso, foragido do Semiaberto entra em luta corporal com guarda municipal