Menu
Busca domingo, 21 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Convênio vai implementar medidas socioeducativas em MS

01 agosto 2006 - 10h28

Com o objetivo de implementar a formação profissional dos operadores do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente e atender, por meio de oficinas de cidadania, adolescentes e egressos das Unidades Educacionais de Internação do Estado, foram liberados pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, por meio de convênio, recursos no valor de R$ 423,5 mil, somando-se à contrapartida do Estado.O programa “Implementação da formação profissional dos operadores e dos adolescentes do sistema de medidas socioeducativas de Mato Grosso do Sul” vai abranger todos os operadores da rede do Sistema de Garantia de Direitos, como juízes, defensores, promotores e profissionais dos poderes Executivo e Judiciário que executam medidas socioeducativas. Os recursos serão destinados à realização de seminário sobre o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), à implementação de oficinas de arte-educação e profissionalizantes para adolescentes em internação e egressos. Como atividades da meta de implantação de oficinas de arte-educação para adolescentes em internação, serão ministrados cursos de preparação para o trabalho, confecção de bijuterias, reciclagem de papel e garrafas e realizados eventos como a Olimpíada Estadual e o Festival de Talentos.Para implementação das oficinas profissionalizantes, será adquirida uma oficina móvel de informática do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) para realização de cursos nas unidades de internação do Estado e uma cozinha multifuncional para atender os egressos. Serão oferecidos cursos de confeiteiro, panificação, lancheteria caseira, aproveitamento de alimentos, salgados, folhados, doces, chocolate e derivados, entre outros, ministrados por instrutores do Senai. Segundo a coordenadora de Medidas Socioeducativas, Yara Carvalho, a cozinha multifuncional possibilitará a realização de cursos profissionalizantes direcionados a egressos das unidades de internação e seus familiares, visando à geração de emprego e renda. “Essa iniciativa constitui-se no primeiro programa de egressos da internação do Estado e atende uma importante demanda no âmbito dos atendimentos socioeducativos”, afirma a coordenadora. Atualmente, aproximadamente, 230 adolescentes cumprem medidas socioeducativas nas oito unidades educacionais de internação existentes em Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMEAÇA
Para fechar STF basta 'um soldado e um cabo', diz filho de Bolsonaro
RIO BRILHANTE
Morador de assentamento é encontrado morto e suspeita é latrocínio
DOURADOS
Mulher de 40 anos é assaltado quando desembarcava de ônibus
UEMS
Conselho de Ética abre inscrições para eleição de representantes
EMPREGO
Ao menos 7 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 100 vagas
FÁTIMA DO SUL
‘Tuzin’ morre após colidir motocicleta em rotatória
SHOWBIZ
Sabrina Sato coloca fim a mistério e revela nome pra lá de diferente da filha
INTOLERÂNCIA
UFGD divulga Nota de Repúdio sobre "Suástica" em painel
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é autuado por desmatamento de vegetação nativa
TRÂNSITO
Acidentes com vítimas caem 18% até agosto, revela DPVAT

Mais Lidas

DOURADOS
Familiares e amigos dão adeus a empresário e filho mortos em acidente
DOURADOS
Bandidos atiram contra viatura e abandonam carro tomado em assalto
DOURADOS
Dupla é flagrada furtando comércio no Centro
TRÁFICO
Quadrilha que distribua cocaína é desarticulada em MS