Menu
Busca segunda, 24 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Convênio vai implementar medidas socioeducativas em MS

01 agosto 2006 - 10h28

Com o objetivo de implementar a formação profissional dos operadores do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente e atender, por meio de oficinas de cidadania, adolescentes e egressos das Unidades Educacionais de Internação do Estado, foram liberados pela Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República, por meio de convênio, recursos no valor de R$ 423,5 mil, somando-se à contrapartida do Estado.O programa “Implementação da formação profissional dos operadores e dos adolescentes do sistema de medidas socioeducativas de Mato Grosso do Sul” vai abranger todos os operadores da rede do Sistema de Garantia de Direitos, como juízes, defensores, promotores e profissionais dos poderes Executivo e Judiciário que executam medidas socioeducativas. Os recursos serão destinados à realização de seminário sobre o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), à implementação de oficinas de arte-educação e profissionalizantes para adolescentes em internação e egressos. Como atividades da meta de implantação de oficinas de arte-educação para adolescentes em internação, serão ministrados cursos de preparação para o trabalho, confecção de bijuterias, reciclagem de papel e garrafas e realizados eventos como a Olimpíada Estadual e o Festival de Talentos.Para implementação das oficinas profissionalizantes, será adquirida uma oficina móvel de informática do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) para realização de cursos nas unidades de internação do Estado e uma cozinha multifuncional para atender os egressos. Serão oferecidos cursos de confeiteiro, panificação, lancheteria caseira, aproveitamento de alimentos, salgados, folhados, doces, chocolate e derivados, entre outros, ministrados por instrutores do Senai. Segundo a coordenadora de Medidas Socioeducativas, Yara Carvalho, a cozinha multifuncional possibilitará a realização de cursos profissionalizantes direcionados a egressos das unidades de internação e seus familiares, visando à geração de emprego e renda. “Essa iniciativa constitui-se no primeiro programa de egressos da internação do Estado e atende uma importante demanda no âmbito dos atendimentos socioeducativos”, afirma a coordenadora. Atualmente, aproximadamente, 230 adolescentes cumprem medidas socioeducativas nas oito unidades educacionais de internação existentes em Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TV
Gloria Maria passa frio na Noruega e ganha novos memes na internet
ESPORTE
Brasileiros avançam na quinta etapa do Mundial de Surfe
POLÍTICA
Após encarar o Senado, Moro é convidado para falar a deputados federais na terça
POLÍCIA
PMA autua paulista em R$ 6 mil por exploração e armazenamento de madeira ilegal
TRÊS LAGOAS
Reeducandos constroem novo espaço para hospital em MS
NAVIRAÍ
Homem bate na ex-mulher e leva filha de quatro meses para a casa da avó
CORUMBÁ
Jovem é esfaqueada por desconhecida durante festa de arraial
DEPUTADA
Flordelis cita calúnias e defende os filhos após morte de marido
FUTEBOL
Em post, Daniel Alves anuncia despedida do PSG: "Que não sintam falta das minhas loucuras"
POLÍTICA
Reforma da Previdência: discussões seguem em meio a semana de São João

Mais Lidas

CAPITAL
Pai atira no próprio filho por dívida de R$ 2 milhões
POLÍCIA
Homem tem R$ 500 roubados após negar programa a travesti em Dourados
POLÍCIA
Ladrão é preso após esconder TV furtada de restaurante em cemitério
COSTA RICA
Mulher é morta pelo ex-namorado com golpes de canivete no pescoço