Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Começa hoje a 30ª edição do Festival de Gramado

12 agosto 2002 - 15h03

Uma das principais vitrines do cinema nacional e latino, o Festival de Gramado chega à idade da razão e completa 30 anos de existência.
Criado em 1973 para divulgar o potencial turístico da região, o evento ganhou vida própria e vem chamando a atenção do mundo para a cidade de 25 mil habitantes considerada a capital nacional do cinema.
A mostra competitiva de 2002 começa nesta segunda-feira e para a noite de abertura estão programados dois filmes: "Querido Estranho", de Ricardo Pinto e Silva, e "Dois Perdidos numa Noite Suja", de José Joffily, baseado na peça homônima de Plínio Marcos.
Este ano, oito produções concorrem na categoria longa-metragem de ficção, sendo quatro delas brasileiras. Na disputa pelo Kikito, estão os cariocas "Dois Perdidos numa Noite Suja", "Queridos Estranhos" e "Separações"; o paulista "Durval Discos" e o mineiro "Uma Onda no Ar".
A América Latina está representada pelo argentino "El Hijo de la Novia", que concorreu este ano ao Oscar de melhor filme estrangeiro, pelo chileno "Táxi para Três", por "Estrella del Sur" (co-produção do Uruguai, Espanha, Argentina e França) e pelo mexicano "La Perdición de los Hombres".
Uma novidade da edição de 2002 é a mostra competitiva de documentários, cujo destaque é o esperado "Edifício Master", de Eduardo Coutinho, que disputará o prêmio com os cariocas "A Cobra Fumou" e "Onde a Terra Acaba", e com o paulista "Nem Gravata Nem Honra", de Marcelo Masagão -filmes inéditos no Sul, mas já exibidos no eixo Rio-São Paulo.
Na categoria curta-metragem, a tarefa do júri não é nada fácil. Dos 134 inscritos, foram selecionados apenas 25, sendo 14 curtas em 35mm, 10 cutas em 16mm e um média-metragem em 16mm.
Este ano, é a atriz Marieta Severo quem recebe o Troféu Oscarito, homenagem mais que merecida não apenas por sua sensível performance no longa-metragem "Com Licença, Eu Vou à Luta" (1986), de Lui Farias, com o qual ganhou seu primeiro Kikito de melhor atriz, mas também pelo trabalho em "A Espera", curta-metragem que lhe rendeu o segundo Kikito, no mesmo ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REDES SOCIAIS
Bolsonaro tira fotos sem máscara após ir a lanchonete em Goiás
NA CAPITAL
Criança fica ferida ao ser atropelada por moto em avenida de Campo Grande
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
EUA anunciam mais US$ 6 mi para ajudar Brasil no combate à pandemia
REGIÃO
Polícia localiza mocó de maconha e prende dois em Ivinhema
ESPORTES
Após cancelamento de maratona, corredor propõe “desafio solidário”
TOQUE DE RECOLHER
Mais de 200 são flagrados nas ruas de sexta para sábado na Capital
GOVERNO
Acordo prevê no máximo 20 dias para análise de auxílio emergencial
UEMS
Estudantes de MS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
PANDEMIA
Primeiro caso de Covid-19 em Aquidauana pegou o vírus na Capital
JUSTIÇA
STF aprova mais 5 anos para adesão a acordo de planos econômicos

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown