Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Clube de Mães do Parque das Nações II encerra curso

11 dezembro 2003 - 18h57

Aconteceu nesta quinta-feira, o encerramento do “Curso de Capacitação Profissional” no Clube de Mães do Parque das Nações II. O curso para confecção de bijuterias, que foi promovido pela Secretaria de Assistência Social e Economia Solidária (Semases), teve duração de 30 dias, e 21 moradoras beneficiadas. A prefeitura forneceu a matéria-prima e o instrutor, enquanto a comunidade cedia o espaço físico. Segundo a superintendente de Trabalho e Economia Solidária, Margarida de Fátima Nicoleti, “a coisa mais importante que pode acontecer entre a administração pública e a população, é a parceria para melhorar as ações e direcionar as soluções dos problemas. O que aconteceu aqui foi muito gratificante, ver essas mulheres que não tinham qualquer perspectiva de emprego trabalhando. É uma recompensa”, concluiu.O curso de artesanato, específico na área de bijuterias, que foi ministrado por Maria Elza da Silva, “é um curso que gera renda para as famílias e motiva, nós trabalhamos durante o curso metodologias para combater o stress e a depressão.” A professora afirma que o investimento inicial é pequeno, e o lucro pode chegar rápido em casa. “O investimento inicial é de aproximadamente R$ 60. Comprando alicate, miçangas e mais alguns itens, as alunas podem começar a produção, elaborar planos de comercialização em lojas e camelôs, e presentear os amigos”, finalizou.O curso de artesanato já está gerando renda para algumas famílias. As alunas já estão comercializando as peças e a intenção é que o curso venha trazer um novo posto de trabalho, onde as pessoas possam gerar mais renda para a família. A moradora do Parque das Nações, Nadir Sabino e Silva, terminou o curso com sucesso. “Quando eu iniciei o curso não tinha muita expectativa de futuro, pois sou deficiente auditiva e era muito ansiosa, além de sofrer com depressão. Agora posso trabalhar e colocar mais um pouquinho de dinheiro dentro de casa”.Todas os participantes receberam certificado de participação e além do curso de qualificação profissional foi foram repassadas teorias para a formação da cidadania,  onde se discutiam vários temas como saúde, violência contra a mulher, educação, transporte e participação política. Esses temas foram trabalhados em consonância com o curso, porque a atual administração entende que “a pessoa não necessita apenas da qualificação, mas também de um convívio social, formando o cidadão como um todo”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Encceja 2019 registra meio milhão de inscritos no primeiro dia
EDUCAÇÃO
IFMS prorroga prazo de inscrições para cursos técnicos a distância
TRÊS LAGOAS
Ambiental multa produtor rural por desmatamento
CAMPO GRANDE
Shopping é condenado por assalto dentro do estacionamento
BRASIL
Governo nomeia Guimarães Neto para presidência da Embratur
ENCONTRO HOLÍSTICO
Terapeutas Holísticos de MS participam do Congresso Holístico Internacional em Bonito
DOURADOS
Quatro empresas serão notificadas para obras na Presidente Vargas
LEGISLATIVO
Portador de doença que necessite aparelhos não poderá ter energia cortada
DOURADOS
Mulher é presa tentando atear fogo na casa do ex
BRASIL
Campanha contra trabalho infantil começa amanhã com twittaço

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação