Menu
Busca quarta, 19 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
REMÉDIO ERRADO

Após 10 meses em coma, morre vítima de erro médico

29 junho 2015 - 08h02

O vendedor autônomo Sílvio José Ramos Júnior, de 33 anos, morreu neste domingo, dia 28 de junho, após 10 meses de sofrimento. A família ainda tenta provar que ele foi vítima de um erro médico ao receber uma medicação no CRS (Centro Regional de Saúde) do bairro Tiradentes, em Campo Grande.

###Histórico
No dia 31 de agosto de 2014 Juninho, como era conhecido, deu entrada no posto de saúde com ânsia de vômito e sentindo mal estar. De acordo com um boletim de ocorrência registrado sobre o caso, o médico plantonista não realizou exames necessários e ministrou diazepan, dipirona e outros medicamentos.

Segundo o irmão do paciente, Renato Gama, 34 anos, minutos depois Juninho sofreu convulsões e uma parada cardiorrespiratória. Ele foi encaminhado para um hospital particular, às custas do poder público, com a alegação de que faltava vaga em uma unidade pública.

Após um período, a clínica particular passou a cobrar pelo atendimento a Juninho. Meses depois, em outubro de 2014, Juninho recebeu alta do CTI (Centro de Tratamento Intensivo) e passou a receber tratamento em um quarto numa casa alugada no bairro Tarumã.

###"O perdi"
“No caso do meu irmão, não tem mais o que fazer. Eu o perdi. Ele não vai mais andar, não vai mais comer, não vai mais falar. Por enquanto eu nem sei o que vou fazer”, disse Renato, na época, ao site Campo Grande News.

Até hoje não se sabe qual substância provocou a reação no paciente. Valdemar Morais de Souza, presidente da Associação de Erros Médicos de Mato Grosso do Sul, acredita que o caso foi resultado de erro médico.

“Ele não tinha nenhuma doença, apenas um mal-estar, e por causa de um procedimento médico completamente equivocado foi transferido do posto de saúde para a clínica com parada cardiorrespiratória, entubado e em coma induzido”, disse Valdemar. “E a família, que não autorizou a transferência, ficou com uma conta de R$ 136 mil para pagar”, completa.

O corpo de Juninho foi velado e enterrado ainda na tarde deste domingo, dia 28, em Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Candidato do PSOL ao governo diz que pretende encarar o crime organizado com tecnologia
NOVA ANDRADINA
Menor é detida após bater na mãe por não querer estudar
NEGÓCIOS
Sesi continua com inscrições abertas para credenciamento de prestadores de serviços
CONCURSO
Diário Oficial traz resultado preliminar da Prova de Digitação do concurso da Polícia Civil
SHOW
Dourados recebe Zé Ramalho dia 19 de outubro
JUSTIÇA
TJ considera Lei que proibia Uber inconstitucional e transporte se torna legal em Dourados
ESPORTE
STJD rejeita pedido do Palmeiras para impugnar final do Paulistão
DOURADOS
Quase 70% das compras do Dia das Crianças vão ocorrer na semana da comemoração
FAMOSOS
Nasce segundo filho de Wesley Safadão e Thyane Dantas
LIBERTADORES
Cruzeiro encara o Boca hoje na Bombonera

Mais Lidas

DOURADOS
Idoso encontrado morto na pedreira foi vítima de latrocínio
MS-164
Trio é flagrado com mais de 1t de maconha no Copo Sujo
DOURADOS
Colisão frontal mata passageiro de caminhonete e deixa três pessoas feridas
DOURADOS
Homem esfaqueado pelo filho morre no Hospital da Vida