Menu
Busca domingo, 13 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
CRIME AMBIENTAL

Suspeito de caça é preso por porte ilegal de espingarda

14 setembro 2019 - 19h00Por Da redação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), como no ano passado, no período reprodutivo dos psitacídeos (papagaio, arara, periquitos, maritacas, etc.) estão realizando operação contra o tráfico de animais silvestres, especialmente o papagaio. Nesta primeira fase, a “Operação Bocaiúva I” envolve 43 policiais e fiscais e foi iniciada na última quinta-feira, dia 12 de setembro, no intuito principal de evitar a retirada dos filhotes dos ninhos, tendo em vista, que depois da retirada das aves, mesmo quando se apreendem, os problemas à natureza e os custos econômicos, para cuidar dos animais até a reintrodução envolvem muito dinheiro público.

A região principal do problema de tráfico de papagaio e que é monitorada é basicamente a que constitui os municípios próximos às divisas com os estados de São Paulo e Paraná, como Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina, Três Lagoas e Brasilândia, além de Naviraí, Itaquiraí, Eldorado e Mundo Novo, porém, a operação está sendo realizada em todo o Estado, como em 2018, quando houve redução na retirada de filhotes de papagaios no Estado.

Nesta operação, com foco principal a evitar a retirada, ninhos estão sendo monitorados e fechadas as saídas do Estado com bloqueios, especialmente, nas saídas para o estado de São Paulo, que é o destino principal registrado dos filhotes de papagaios traficados em Mato Grosso do Sul.

Durante um dos bloqueios ontem (13) à noite, no município de Novo Horizonte do Sul, equipes de Policiais Militares Ambientais e do Ibama prenderam um homem por porte ilegal de arma de fogo. O infrator estava em uma motocicleta e, em sua cintura foi encontrada uma espingarda de caça, marca Rossi calibre 28 e mais quatro munições deflagradas e duas intactas do mesmo calibre, sem documentação e foram apreendidas.

O infrator de 32 anos, residente em Novo Horizonte do Sul, afirmou que fora buscar a arma que lhe pertence em um assentamento, porém, a desconfiança é de que ele praticaria caça ilegal na região. O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, juntamente com o material apreendido, onde foi autuado por porte ilegal de arma.  A pena para o crime é de dois a quatro anos de reclusão.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bebê é sexta vítima de acidente na Via Dutra, sentido Rio de Janeiro
Unicef
26% das adolescentes brasileiras casam-se antes dos 18 anos
MS 42 ANOS
Identidade do Estado revela “Brasil profundo” nas artes plásticas
TUFÃO
Passagem do Hagibis no Japão provoca pelo menos 24 mortes
DOURADOS
Programação do “Outubro Rosa” tem evento no dia 16
FAMOSOS
Em meio aos rumos sobre affair, Grazi faz trilha com Caio Castro
DOURADOS
Universidade levará serviços à Praça Antônio João dia 23
ESTADO
Judiciário fará Semana da Conciliação no início de novembro
CRIME
Caçador foge da PMA, mas abandona moto, rifle e munições e acaba identificado
BRASIL
Após dez dias internado, general Villas Bôas recebe alta hospitalar

Mais Lidas

CONFUSÃO
Homem morre em confronto com a Guarda Municipal de Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
RIO BRILHANTE
Acidente envolvendo carro de passeio e carreta mata motorista na BR-267