Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
CRIME AMBIENTAL

Suspeito de caça é preso por porte ilegal de espingarda

14 setembro 2019 - 19h00Por Da redação

A PMA (Polícia Militar Ambiental) e o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), como no ano passado, no período reprodutivo dos psitacídeos (papagaio, arara, periquitos, maritacas, etc.) estão realizando operação contra o tráfico de animais silvestres, especialmente o papagaio. Nesta primeira fase, a “Operação Bocaiúva I” envolve 43 policiais e fiscais e foi iniciada na última quinta-feira, dia 12 de setembro, no intuito principal de evitar a retirada dos filhotes dos ninhos, tendo em vista, que depois da retirada das aves, mesmo quando se apreendem, os problemas à natureza e os custos econômicos, para cuidar dos animais até a reintrodução envolvem muito dinheiro público.

A região principal do problema de tráfico de papagaio e que é monitorada é basicamente a que constitui os municípios próximos às divisas com os estados de São Paulo e Paraná, como Jateí, Batayporã, Bataguassu, Ivinhema, Novo Horizonte do Sul, Anaurilândia, Santa Rita do Pardo, Nova Andradina, Três Lagoas e Brasilândia, além de Naviraí, Itaquiraí, Eldorado e Mundo Novo, porém, a operação está sendo realizada em todo o Estado, como em 2018, quando houve redução na retirada de filhotes de papagaios no Estado.

Nesta operação, com foco principal a evitar a retirada, ninhos estão sendo monitorados e fechadas as saídas do Estado com bloqueios, especialmente, nas saídas para o estado de São Paulo, que é o destino principal registrado dos filhotes de papagaios traficados em Mato Grosso do Sul.

Durante um dos bloqueios ontem (13) à noite, no município de Novo Horizonte do Sul, equipes de Policiais Militares Ambientais e do Ibama prenderam um homem por porte ilegal de arma de fogo. O infrator estava em uma motocicleta e, em sua cintura foi encontrada uma espingarda de caça, marca Rossi calibre 28 e mais quatro munições deflagradas e duas intactas do mesmo calibre, sem documentação e foram apreendidas.

O infrator de 32 anos, residente em Novo Horizonte do Sul, afirmou que fora buscar a arma que lhe pertence em um assentamento, porém, a desconfiança é de que ele praticaria caça ilegal na região. O homem recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, juntamente com o material apreendido, onde foi autuado por porte ilegal de arma.  A pena para o crime é de dois a quatro anos de reclusão.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MAIS DE 30KG
Maconha que seria entregue no Paraná é apreendido em Caarapó
LOTERIA
Veja os números sorteados na Mega-Sena; prêmio é de 200 milhões
CAPITAL
Polícia investiga estupro de mulher em terreno baldio
ECONOMIA
Reabertura dos EUA para carne brasileira é oportunidade para MS
PONTA PORÃ
Homem é executado com tiros de metralhadora na fronteira
PAGAMENTO
Salários de servidores estaduais serão pagos no próximo sábado
IMUNIZAÇÃO
Vacinação contra a gripe é antecipada por causa do coronavírus
REGIÃO
Traficante que consumia drogas na presença do filho de 2 anos é preso
FUTEBOL
CBF divulga tabela do Brasileirão; campeão Fla estreia contra o Galo
CAGED
Dados de emprego em janeiro só serão divulgados em março

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira