Menu
Busca quarta, 17 de outubro de 2018
(67) 9860-3221
PREVENÇÃO

Servidores penitenciários participam de treinamento prático no combate a insetos e escorpiões

16 maio 2018 - 14h20Por Portal MS

 Para complementar o aprendizado teórico já realizado em relação ao combate eficaz de escorpiões nas unidades prisionais da Capital, os agentes penitenciários aprenderam na prática como utilizar corretamente os produtos químicos e a importância do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O treinamento foi realizado por profissionais da Coordenadoria de Controle de Zoonoses e Bem-Estar Animal (CCZ) no Centro de Triagem Anízio Lima, nessa terça-feira (15.5).

A ação faz parte da parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da Diretoria de Administração e Finanças, e a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) e integra o Programa de Controle de Escorpiões no Complexo Prisional de Campo Grande.

O treinamento consistiu na demonstração do uso do produto químico líquido e em pó, a forma correta de diluição, como deve ser utilizado nas frestas, caixas de esgoto, ralos, pias e outros locais apropriados. Além disso, foram feitas orientações sobre os cuidados com o manuseio do produto, as consequências do uso constante de inseticidas e dicas de como realizar barreiras físicas para prevenir a proliferação de animais indesejáveis.

Segundo a médica veterinária, Juliana Resende Araújo, os inseticidas demoram cerca de 40 minutos para começar a fazer efeito no ambiente. “Após pulverizar o produto é necessário aguardar, no mínimo, 6 horas para entrar novamente no local e o principal é fazer a desinsetização sempre de dentro para fora”, explicou afirmando que o veneno também é eficaz no combate a baratas, que é um dos alimentos do escorpião.

Para o diretor do Centro de Triagem, Alírio Francisco do Carmo, a intenção é utilizar as técnicas demonstradas na desinsetização de toda a unidade, inclusive nas celas. “Acredito que em um mês vamos alcançar esse objetivo, primando sempre pela segurança e saúde tanto dos internos quanto dos servidores”, destacou.

Participaram do treinamento chefes de setores e diretores de unidades penais da Capital, além de militares do Corpo de Bombeiros que também estão sendo capacitados no combate e assistência às vítimas de picadas de escorpião.

Conforme o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, após as instruções oferecidas, os representantes de cada unidade penal farão as devidas orientações para efetivar as ações de desinsetização e medidas preventivas no combate de insetos e escorpiões nos respectivos presídios de Campo Grande. “O objetivo é evitar acidentes com esses animais e priorizar o bem-estar dos servidores e custodiados”, destacou o dirigente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
UAU
Natália Casassola posa seminua em sessão de fotos sensuais
CORUMBÁ
Rapaz defende mulher em briga de casal e acaba assassinado;
ESPORTES
MS garante vaga na série A do Brasileiro de Futebol para Amputados
SAÚDE
Desafios na prescrição de agrotóxicos é tema de palestra em Dourados
UEMS
Núcleo de Línguas abre inscrições para provas de proficiência
SOLIDARIEDADE
Amambai se une na busca por idoso de 86 anos desaparecido
PROSEGUR
Oito brasileiros são condenados por mega-assalto no Paraguai
TRÁFICO
Jovens são flagrados com droga que seria entregue no Guarujá
ELEIÇÕES 2018
Denúncias de fraude em urnas serão registradas on-line

Mais Lidas

DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
DOURADOS
Cinco anos após crime, acusados pela morte de vendedor douradense vão a júri popular
DOURADOS
Familiares continuam na busca por mulher desaparecida e criticam falsos alertas
FLAGRANTE
Polícia fecha “distribuidora” de drogas em Dourados