Menu
Busca segunda, 18 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
IMPASSE

Servidores da Energisa ameaçam entrar em greve por falta de reajuste salarial

07 dezembro 2018 - 13h50Por Vinicios Araújo

Servidores que atuam nas atividades da Energisa, concessionária que distribui a iluminação aos lares sul-mato-grossenses, ameaçam entrar em greve caso a empresa não conceda o reajuste salarial acima da inflação. A informação foi repassada em nota assinada pelo Sinergia-MS (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria e Comércio de Energia no Estado de Mato Grosso do Sul).

Os profissionais questionam a resistência da empresa em garantir o reajuste mesmo tendo tido um lucro líquido de R$ 115,5 milhões nos primeiros 9 meses de 2018, o que representa aumento de 96,8% em relação ao mesmo período do ano passado.

“A empresa tem alta lucratividade e na hora de valorizar os funcionários que são responsáveis pelos resultados somos tratados com esse descaso, a concessionária não reconhece os trabalhadores e ainda quer retirar direitos”, critica o presidente do Sinergia-MS, Elvio Vargas.

A nota ainda ressalta que a concessionária sul-mato-grossense foi a que mais lucrou no grupo Energisa. “Dados do relatório financeiro do grupo apontam que Energisa-MS teve o melhor desempenho nas vendas de energia, com crescimento de 5,4%, acima do índice nacional que foi de 1,3%”, revela trecho.

“A empresa coloca o lucro na frente do trabalhador e da população, prova disso, é que ela deixou de fazer o serviço de ligação de urgência porque fez as contas e viu que seria necessário muito investimento. Então, mesmo a população pagando caro pelo serviço, isso não chega para o trabalhador e não é devolvido em qualidade ao cliente”, avalia Elvio.

OUTRO LADO

Questionado o posicionamento, a Energisa ressaltou que o acordo coletivo é efetuado anualmente entre empresa e sindicato e também que está aberta ao diálogo. 

Além disso, a concessionária ressaltou que por lei tem garantido o direito de manter o número mínimo de efetivos para garantia do serviço de distribuição em caso de greves. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Preço da gasolina em Dourados tem nova queda, aponta ANP
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura
GERAL
Centro alerta sobre revogação da exigência da emissão do Registro Aduaneiro
TRÁFICO DE DROGAS
Homem é preso com mais de 40kg de maconha na BR-060
CAMPO GRANDE
Ciclista suspeito de estar bêbado é atropelado e morre
ECONOMIA
Mercado reduz projeção de crescimento da economia para 2,48% em 2019
DOURADOS
“Buracão da Federal” dá prejuízo a motoristas em via movimentada
EDUCAÇÃO
230 mil estudantes da Rede Estadual de Ensino retornam às aulas nesta segunda-feira
ELEIÇÕES 2018
Pedido de Bernal para validar votos é negado pelo STF
CAMPO GRANDE
Ex-tenente acusado de furtar cadáver é preso dirigindo bêbado

Mais Lidas

DOURADOS
Após denúncia anônima, Polícia fecha “boca de fumo” no jardim Itália
POLÍCIA
Para defender a mãe de agressão, adolescente mata padrasto a tiros
Homem é assassinado a tiros de pistola na região de fronteira
TRÁFICO
Homem de 27 anos é preso com 185 quilos de maconha em residência