Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
REGIÃO

Serviços e projetos desenvolvidos pelas polícias de MS são disponibilizados na Caravana da Saúde

15 junho 2015 - 14h45

Assessoria

Das quase 5 mil consultas médicas realizadas durante seis dias da Caravana da Saúde em Três Lagoas, mais de 100 foram feitas por três médicos da Policlínica da Polícia Militar, que ajudaram a absorver as demandas reprimidas por pediatras, gastroenterologistas e ortopedistas. Para o médico Augusto Santos, essa soma de esforços é fundamental. “É uma forma da segurança pública e da Polícia Militar contribuírem com a sociedade e apoiar essa proposta de governo que visa o bem estar da população como um todo”, afirma o major que é especialista em aparelhos digestivos.

A Polícia Militar também levou para o Arenamix, local de concentração dos serviços da Caravana da Saúde em Três Lagoas, alguns dos projetos sociais desenvolvidos pela instituição em Mato Grosso do Sul, como o Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (Proerd), que com games divertidos e brindes mostrou à crianças, jovens e adultos a importância de dizer não aos entorpecentes. “Esse é o projeto da PM que nos ajuda a lutar contra as drogas”, define o estudante Oliver Fagundes, de 12 anos, que visitou o stand do Proerd.

Animais que morreram vítimas da caça predatória e do tráfico, também foram mostrados aos visitantes e beneficiários da Caravana da Saúde, em um mini museu da animais empalhados, montado pela Polícia Militar Ambiental, com o apoio dos alunos do Projeto Florestinha. “É uma oportunidade para estarmos mais perto da população e alertar sobre os crimes ambientais e conscientizar a todos sobre a necessidade de preservar o meio ambiente”, explica a sargento Eveny Parrela, responsável pelo mini museu da PMA.

De acordo com o sargento Jefferson da Paula, que há 16 anos trabalha com o Proerd em Mato Grosso do Sul, todos os projetos sociais da Polícia Militar estão inseridos dentro do trabalho de Polícia Comunitário desenvolvido pela instituição, filosofia que trabalha a prevenção e redução de crimes a partir de parcerias entre a polícia e a população. “A ideia é prevenir todos os tipos de crime, evitar que crianças e jovens entrem para o mundo das drogas, através do fortalecimento dos valores sociais e da família”, explica.

Serviços da Polícia Civil

Marca do centenário da cidade de Três Lagoas, a Caravana da Saúde levou também à população serviços como o registro de boletins de ocorrência de extravio de documentos, furtos, violência doméstica e familiar, e também a primeira emissão da carteira de identidade. De acordo com Rubens Cyles Pereira, diretor do Instituto de Identificação, só neste final de semana foram emitidos mais de 200 novos RGs no município.

“Com o início da Caravana da Saúde foram confeccionadas 500 novas carteiras de identidade nos municípios de Coxim, Ponta Porã e agora Três Lagoas, isso somente dentro deste projeto de governo”, diz Cyles que lembra ainda que a primeira emissão do documento é totalmente gratuita no Estado.

Aos 14 anos, o estudante Maurício Apolinário ainda não tinha a carteira de identidade e aproveitou a passagem da Caravana da Saúde por Três Lagoas para fazer o documento. “Resolvi tirar o RG aqui porque é de graça, além disso foi rapidinho e eu fui muito bem atendido”, elogia o jovem.

Presentes na Caravana da Saúde também estiveram o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, que mostraram no Arenamix um pouco dos trabalhos realizados pelas instituições consideradas extremamente importantes para a sociedade. “Aqui nós fizemos um trabalho de levantamento de áreas e mapeamento dentro do gerenciamento do evento, mas a Defesa Civil é bem mais abrangente, somos responsáveis pelo bem estar e em casos de desastres somos os primeiros a chegar”, explica o comandante da Defesa Civil no local, Aroldo Antônio da Silva.

Já o Corpo de Bombeiros realizou demonstrações de alguns procedimentos realizados para o socorro de vítimas, como o rappel por exemplo e a exposição de materiais utilizados nos serviços da corporação em Mato Grosso do Sul, para salvamentos aquáticos, combate a incêndios, resgate de pessoas em acidentes de trânsito e desastres naturais. “Os bombeiros não trabalham apenas com o esforço físico, mas principalmente com o conhecimento intelectual, técnicas aprimoradas e equipamentos de última geração, como estes que trouxemos aqui para a Caravana da Saúde”, explica a soldado Márcia Ungri, uma das responsáveis pelas demonstrações feitas pelos Bombeiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Do interior de presídio, líder do PCC ordenou 28 assassinatos em MS
SOLIDARIEDADE
Para respirar fora de hospital, bebê precisa de aparelho de R$ 40 mil
CRIME AMBIENTAL
Paulista é multado em R$ 83 mil por desmatamento em áreas diferentes
OPORTUNIDADES
Concursos com 306 vagas serão realizados em municípios de MS
TRAGÉDIA
Sobe para sete número de mortos na queda de prédio em Fortaleza
UEMS
Dia do servidor terá corrida, caminhada e vacinação na Cidade Universitária
SEMIABERTO
Ex-presidente Lula pede à Justiça para não mudar de regime
ELDORADO
Polícia apreende R$ 300 mil em embarcações usadas por contrabandistas
INTERNACIONAL
Astronautas fazem primeira caminhada 100% feminina no espaço
POLÍTICA
Líder do PSL diz que Bolsonaro tentou comprar deputados com cargos

Mais Lidas

BNH IV PLANO
Polícia investiga morte de bebê logo após parto em Dourados
DOURADOS
Com fim de contrato, empresa começa a retirar lombadas eletrônicas
DOURADOS
Pente-fino teve ‘bate-grade’ e apreendeu drogas, celulares e facas artesanais
DOURADOS
Ladrões invadem e fazem “limpa” em casas