Menu
Busca sexta, 23 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
REGIÃO

Serviços e projetos desenvolvidos pelas polícias de MS são disponibilizados na Caravana da Saúde

15 junho 2015 - 14h45

Assessoria

Das quase 5 mil consultas médicas realizadas durante seis dias da Caravana da Saúde em Três Lagoas, mais de 100 foram feitas por três médicos da Policlínica da Polícia Militar, que ajudaram a absorver as demandas reprimidas por pediatras, gastroenterologistas e ortopedistas. Para o médico Augusto Santos, essa soma de esforços é fundamental. “É uma forma da segurança pública e da Polícia Militar contribuírem com a sociedade e apoiar essa proposta de governo que visa o bem estar da população como um todo”, afirma o major que é especialista em aparelhos digestivos.

A Polícia Militar também levou para o Arenamix, local de concentração dos serviços da Caravana da Saúde em Três Lagoas, alguns dos projetos sociais desenvolvidos pela instituição em Mato Grosso do Sul, como o Programa Educacional de Resistência as Drogas e a Violência (Proerd), que com games divertidos e brindes mostrou à crianças, jovens e adultos a importância de dizer não aos entorpecentes. “Esse é o projeto da PM que nos ajuda a lutar contra as drogas”, define o estudante Oliver Fagundes, de 12 anos, que visitou o stand do Proerd.

Animais que morreram vítimas da caça predatória e do tráfico, também foram mostrados aos visitantes e beneficiários da Caravana da Saúde, em um mini museu da animais empalhados, montado pela Polícia Militar Ambiental, com o apoio dos alunos do Projeto Florestinha. “É uma oportunidade para estarmos mais perto da população e alertar sobre os crimes ambientais e conscientizar a todos sobre a necessidade de preservar o meio ambiente”, explica a sargento Eveny Parrela, responsável pelo mini museu da PMA.

De acordo com o sargento Jefferson da Paula, que há 16 anos trabalha com o Proerd em Mato Grosso do Sul, todos os projetos sociais da Polícia Militar estão inseridos dentro do trabalho de Polícia Comunitário desenvolvido pela instituição, filosofia que trabalha a prevenção e redução de crimes a partir de parcerias entre a polícia e a população. “A ideia é prevenir todos os tipos de crime, evitar que crianças e jovens entrem para o mundo das drogas, através do fortalecimento dos valores sociais e da família”, explica.

Serviços da Polícia Civil

Marca do centenário da cidade de Três Lagoas, a Caravana da Saúde levou também à população serviços como o registro de boletins de ocorrência de extravio de documentos, furtos, violência doméstica e familiar, e também a primeira emissão da carteira de identidade. De acordo com Rubens Cyles Pereira, diretor do Instituto de Identificação, só neste final de semana foram emitidos mais de 200 novos RGs no município.

“Com o início da Caravana da Saúde foram confeccionadas 500 novas carteiras de identidade nos municípios de Coxim, Ponta Porã e agora Três Lagoas, isso somente dentro deste projeto de governo”, diz Cyles que lembra ainda que a primeira emissão do documento é totalmente gratuita no Estado.

Aos 14 anos, o estudante Maurício Apolinário ainda não tinha a carteira de identidade e aproveitou a passagem da Caravana da Saúde por Três Lagoas para fazer o documento. “Resolvi tirar o RG aqui porque é de graça, além disso foi rapidinho e eu fui muito bem atendido”, elogia o jovem.

Presentes na Caravana da Saúde também estiveram o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil, que mostraram no Arenamix um pouco dos trabalhos realizados pelas instituições consideradas extremamente importantes para a sociedade. “Aqui nós fizemos um trabalho de levantamento de áreas e mapeamento dentro do gerenciamento do evento, mas a Defesa Civil é bem mais abrangente, somos responsáveis pelo bem estar e em casos de desastres somos os primeiros a chegar”, explica o comandante da Defesa Civil no local, Aroldo Antônio da Silva.

Já o Corpo de Bombeiros realizou demonstrações de alguns procedimentos realizados para o socorro de vítimas, como o rappel por exemplo e a exposição de materiais utilizados nos serviços da corporação em Mato Grosso do Sul, para salvamentos aquáticos, combate a incêndios, resgate de pessoas em acidentes de trânsito e desastres naturais. “Os bombeiros não trabalham apenas com o esforço físico, mas principalmente com o conhecimento intelectual, técnicas aprimoradas e equipamentos de última geração, como estes que trouxemos aqui para a Caravana da Saúde”, explica a soldado Márcia Ungri, uma das responsáveis pelas demonstrações feitas pelos Bombeiros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CULTURA
Dupla de MS faz show hoje em Barretos
GOVERNO FEDERAL
União é multada em R$ 90 milhões por se recusar a verificar agrotóxicos em água consumida por douradenses
CONSUMIDOR
Procon de Dourados fará campanha de negociação de débitos em setembro
CAGED
Dourados abre quase 300 novas vagas de emprego em julho
BRASIL
Atividade e emprego na construção atingem maior valor em seis anos
BR-267
Homem fura bloqueio e abandona carro com 100kg de maconha
2,7 KM
Restauração da Marcelino Pires ficou R$ 2,5 milhões mais cara com prolongamento
BRASIL
PF prende homem por compartilhar cenas de abuso sexual infantil
É LEI
Direito à comunicação em Libras é ampliado em MS
BRASIL
Bolsonaro alerta para guerra da informação

Mais Lidas

TRÂNSITO
Empresa desliga mais de 30 lombadas eletrônicas em Dourados após rescisão contratual
Hospital da Vida
Ao MPE, médico relata confusão total de informações em plantão com morte
DOURADOS
Veículo é consumido pelas chamas no Água Boa; veja vídeo
CRIME ORGANIZADO
Operação contra o PCC cumpre 30 mandados de prisão em cidades de MS