Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(67) 99659-5905
MATO GROSSO DO SUL

Seminário discute políticas públicas para pessoas com deficiência

19 setembro 2019 - 11h57Por Da Redação

O “I Seminário Estadual de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência”, realizado pela Secretaria Especial de Cidadania (Secid) reuniu na tarde de quarta-feira (18.9) cerca de 200 participantes, entre autoridades, gestores públicos, representantes de entidades que atendem pessoas com deficiência, mães de crianças e adolescentes com deficiência, pessoas surdas, cegas, com deficiência física, doenças raras e operadores do direito, uma vez que o evento tem a parceria da OAB/MS e Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul. O evento faz parte das comemorações do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, que é 21 de setembro,

A abertura do seminário foi feita por alunos do Clube de Música e da disciplina eletiva “Sentindo na Pele”, da Escola Estadual Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, que apresentaram duas músicas interpretadas em libras, reforçando a mensagem de escola inclusiva, respeitando as limitações e o jeito particular de ser dos alunos com deficiência regularmente matriculados.

A discussão sobre o tema “Direitos e Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência” foi iniciada pelas expositoras Shirley Vilhalva (professora e pesquisadora), Telma Nantes (coordenadora do ISMAC) e Jerusa Ferreira (advogada da AGU), com a mediação do defensor público estadual Mateus Sutana e Silva. A participação da plateia foi intensa e foram feitas diversas colocações para a construção de propostas a serem inseridas num plano de trabalho da Secretaria.

O objetivo do evento, conforme a secretária especial Luciana Azambuja, é “abrir um espaço de discussão sobre as barreiras do dia-a-dia e as dificuldades para o pleno exercício da efetiva cidadania, num debate qualificado onde os próprios usuários podem solicitar demandas específicas, que serão consideradas num plano estratégico de trabalho e na construção de políticas públicas para pessoas com deficiência”.

Dentre as várias colocações feitas, destacamos os pedidos para a formação e capacitação continuada de agentes públicos de áreas como saúde e educação; realização de um censo para mapear quais as deficiências e onde estão essas pessoas; necessidade de acessibilidade, como piso tátil para pessoas cegas, calçadas regulares para pessoas cadeirantes, intérpretes em libras para pessoas surdas.

O seminário continua nessa manhã (19.9) com o tema “Inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho”, visando provocar a discussão sobre a empregabilidade da pessoa com deficiência, sua capacitação e qualificação, as condições dignas de emprego e a eficácia da lei de cotas.

O “I Seminário Estadual de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência” é uma realização: Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Governo (Segov) e Subsecretaria Especial da Cidadania e está ocorrendo no auditório do SEBRAE, das 8h às 12h, com entrada gratuita e certificação pela Escola Superior da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUXÍLIO
Caixa paga hoje 1ª parcela para novos aprovados e 2ª do Bolsa Família
RIO BRILHANTE
Cães farejadores encontram skunk em Duster com placas falsas
COMER BEM
10 curiosidades sobre pizza que você precisa saber
INFORME PUBLICITÁRIO
Máquinas agrícolas com pneus velhos? A União Pneus realiza a coleta na sua propriedade
CHAPADÃO DO SUL
Paciente com suspeita de covid-19 morre a caminho de hospital
POLÍTICA
Instituições do Idoso de 49 municípios vão receber cestas de alimentos
SEU BOLSO
Receita paga nesta sexta-feira restituições do primeiro lote do IR
SIDROLÂNDIA
Homem é executado com 6 tiros durante partida de futebol
TEMPO
Sexta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
ENERGIA SOLAR
Porque investir em energia solar?

Mais Lidas

PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
TRÁFICO
Servidor da Sesai usava veículo oficial para trazer maconha do Paraguai
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
DOURADOS
Após brigar com a ex e decidir dormir na rua, homem é assaltado e agredido