Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
MATO GROSSO DO SUL

Seminário discute políticas públicas para pessoas com deficiência

19 setembro 2019 - 11h57Por Da Redação

O “I Seminário Estadual de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência”, realizado pela Secretaria Especial de Cidadania (Secid) reuniu na tarde de quarta-feira (18.9) cerca de 200 participantes, entre autoridades, gestores públicos, representantes de entidades que atendem pessoas com deficiência, mães de crianças e adolescentes com deficiência, pessoas surdas, cegas, com deficiência física, doenças raras e operadores do direito, uma vez que o evento tem a parceria da OAB/MS e Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul. O evento faz parte das comemorações do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, que é 21 de setembro,

A abertura do seminário foi feita por alunos do Clube de Música e da disciplina eletiva “Sentindo na Pele”, da Escola Estadual Manoel Bonifácio Nunes da Cunha, que apresentaram duas músicas interpretadas em libras, reforçando a mensagem de escola inclusiva, respeitando as limitações e o jeito particular de ser dos alunos com deficiência regularmente matriculados.

A discussão sobre o tema “Direitos e Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência” foi iniciada pelas expositoras Shirley Vilhalva (professora e pesquisadora), Telma Nantes (coordenadora do ISMAC) e Jerusa Ferreira (advogada da AGU), com a mediação do defensor público estadual Mateus Sutana e Silva. A participação da plateia foi intensa e foram feitas diversas colocações para a construção de propostas a serem inseridas num plano de trabalho da Secretaria.

O objetivo do evento, conforme a secretária especial Luciana Azambuja, é “abrir um espaço de discussão sobre as barreiras do dia-a-dia e as dificuldades para o pleno exercício da efetiva cidadania, num debate qualificado onde os próprios usuários podem solicitar demandas específicas, que serão consideradas num plano estratégico de trabalho e na construção de políticas públicas para pessoas com deficiência”.

Dentre as várias colocações feitas, destacamos os pedidos para a formação e capacitação continuada de agentes públicos de áreas como saúde e educação; realização de um censo para mapear quais as deficiências e onde estão essas pessoas; necessidade de acessibilidade, como piso tátil para pessoas cegas, calçadas regulares para pessoas cadeirantes, intérpretes em libras para pessoas surdas.

O seminário continua nessa manhã (19.9) com o tema “Inserção da pessoa com deficiência no mercado de trabalho”, visando provocar a discussão sobre a empregabilidade da pessoa com deficiência, sua capacitação e qualificação, as condições dignas de emprego e a eficácia da lei de cotas.

O “I Seminário Estadual de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência” é uma realização: Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Governo (Segov) e Subsecretaria Especial da Cidadania e está ocorrendo no auditório do SEBRAE, das 8h às 12h, com entrada gratuita e certificação pela Escola Superior da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMPASSE
Representantes da UFGD recorrem à bancada federal para nomeação de reitor
10 MESES
Bombeiros encontram mais um corpo da tragédia em Brumadinho
INVENTÁRIO
Juiz da Capital pode estar ligado a mais um esquema de corrupção
UEMS
Dourados sedia na próxima semana o IV Congresso de Línguas
INTERNACIONAL
Incerteza sobre 4º mandato de Evo marca eleição amanhã na Bolívia
Céuzinho
Jovem sobrevive após cair de altura de 20 metros em cachoeira
JUDICIÁRIO
Gilmar Mendes suspende lei municipal que barrava ensino de gênero
CAPITAL
Aquaplanagem pode ter causado acidente que matou violeiro, diz motorista
UEMS
Semana Técnica de Computação começa segunda-feira em Dourados
CRIMINOSOS
‘Escritório’ da falsificação: Preso tinha contratos com grupo de estelionatários

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Empresário é executado por pistoleiros na fronteira
CAMPO GRANDE
Cantor Ivo de Souza morre em acidente no macro anel da BR-262
DOURADOS
Homem é assaltado por travesti após parar carro no Centro
DOURADOS
Mãe de criança morta após parto segue internada sob escolta