Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
ARTIGO

Quando dessecar a braquiária para semeadura da soja?

19 agosto 2019 - 19h50Por Gessí Ceccon

A resposta depende de uma combinação de fatores, tais como: depende da espécie de braquiária, da quantidade de massa, se ela estava em pastagem perene, se foi cultivada solteira após a soja ou em consórcio com milho safrinha.

A braquiária solteira produz mais massa e é de difícil dessecação, porém se foi pastejada a dessecação é melhorada. No cultivo consorciado a braquiária tem menor crescimento e se torna de mais fácil dessecação que a braquiária solteira ou de pastagem perene. 

Características do milho, como maior ciclo, maior porte e maior população de plantas podem reduzir drasticamente a massa de braquiária. Por outro lado, híbridos de menor ciclo, menor porte e menor população de plantas permitem maior produtividade de massa da braquiária, dificultando assim a dessecação ou podendo esta ser antecipada.

Agricultores e técnicos preferem semear a soja com a braquiária completamente seca, e isso depende da dose do herbicida e do período de tempo após a dessecação. Para isso são utilizadas doses superiores à necessária, também devido à presença de outras plantas infestantes e de difícil controle.

Pesquisas recentes têm apontado para o uso de menor dose de herbicida e menor tempo entre a dessecação da braquiária e semeadura da soja, principalmente quando se trata de Brachiaria ruziziensis cultivada em consórcio com milho safrinha. Isso possibilita economizar com sementes, utilizando menor população de plantas de braquiária, visando minimizar a competição com o milho e depois maximizar sua produtividade pelo maior período entre a colheita do milho e a sua dessecação.

A dessecação pode ser realizada quando a quantidade de massa de braquiária já estiver atendida. Porém, em ambientes com estiagem prolongada ou baixas temperaturas é importante esperar a retomada do crescimento da braquiária, para exaurir suas reservas, que ocorre normalmente após uma ou duas chuvas, e assim facilitar a dessecação e semeadura da soja. 

Não se recomenda dessecar a braquiária no mesmo dia ou após a semeadura da soja
Uma antecedência de 5 a 10 dias, com baixas doses de herbicida, é suficiente para a absorção do herbicida pelas plantas, poder semear a soja e manter o solo coberto por mais tempo.

A regulagem da semeadora deve ser específica para essas condições, preservando o contato solo-semente que proporciona a melhor germinação. Em campo não é tão simples, mas é possível evoluir buscando uma agricultura sustentável.

*Engenheiro Agrônomo, Dr. em Agricultura, Analista na Embrapa Agropecuária Oeste, Dourados, MS. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Autonomia do BC aumenta chances de inflação baixa, diz Campos Neto
PRESÍDIO MILITAR
Policial militar acusado de homicídio tem preventiva decretada
EDUCAÇÃO
IFMS publica segunda chamada para turmas iniciantes de idiomas
BATAGUASSU
Animais transportados irregularmente são apreendidos em caminhão
BRASIL
Bolsonaro pedirá perícia independente sobre a morte de miliciano
DOURADOS
Ações contra a dengue rendem mais de 50t de entulhos recolhidas
NOVA ANDRADINA
Suspeito de estuprar adolescente de 14 anos é preso durante operação
ASSEMBLEIA
CPI quer periciar medidores de energia para saber se há irregularidades
OPERAÇÃO HÓRUS
Homens são presos por furto e receptação de sal em fazenda
DOURADOS
Polícia apreende carro abarrotado de drogas na Presidente Vargas e prende quatro pessoas

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros