Menu
Busca terça, 16 de julho de 2019
(67) 9860-3221
DIGITALIZAÇÃO

Projeto do TCE-MS vai evitar o corte de milhares de árvores por ano

08 julho 2015 - 17h00

Um projeto do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado) vai evitar o corte de milhares de árvores por ano. Os números são resultado dos investimentos em tecnologia que o Tribunal de Mato Grosso do Sul está realizando para substituir o uso de papel na confecção de relatórios e documentos e passando a processar esses registros, cada vez mais, por meio de arquivos eletrônicos. Um exemplo está na publicação do Diário Oficial.

Ao adotar a nova versão o TCE-MS deixou de utilizar mensalmente 6,7 toneladas de papel, um volume que para ser fabricado exigiria o corte de quase mil árvores a cada ano.

Outra modernidade que vai gerar números ainda mais expressivos virá pelo e-Contas, um sistema começa a ser implantado para o governo, municípios e autarquias enviarem as prestações de contas anuais, ao TCE-MS, por meio eletrônico e eliminar, de vez, o uso do papel.

O projeto piloto já está sendo testado com sete municípios; Campo Grande, Dourados, Corumbá, Três Lagos, Ponta Porã, Naviraí e Nova Andradina, que juntos vão ter uma chance real para economizar cerca de 50 mil folhas de papel sulfite na prestação de contas relativa aos gastos públicos em 2014. Só a prestação das contas públicas da capital exigia 26,3 mil folhas de papel sulfite.

Outro lado bom está no ganho de tempo. Em lugar de fazer as rotineiras e longas viagens até à sede do Tribunal para entregar a documentação no setor de protocolo, agora, cada cidade, especialmente do interior, pode enviar todo esse trabalho via on line, através do Sistema e-Contas. O que também gera economia aos municípios em relação ao deslocamento de veículos, combustível e diárias de servidores.

O passo seguinte é integrar, ao sistema e-Contas, os 72 municípios restantes de Mato Grosso do Sul bem como o governo estadual, os demais poderes públicos, e autarquias. Além de economia e ganho ambiental a inovação vai dar agilidade no envio das prestações de contas ao TCE-MS.

Atento a esses aspectos relacionados à natureza e compromissados com o fortalecimento das boas práticas pelo bem ambiental das futuras gerações, o Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul deu início também, a partir deste mês de julho, a uma campanha de coleta seletiva para dar destinação ambientalmente correta a papéis e jornais que não tem mais nenhuma serventia e acabam sendo descartados nas lixeiras das repartições.

O projeto faz parte dos compromissos da gestão do presidente Waldir Neves com a sustentabilidade e, ao mesmo tempo, renova o estímulo para o servidor dar sua efetiva contribuição ao meio ambiente. Afinal a produção de papel por meio da reciclagem economiza metade do volume de água em relação ao processo primário a partir do uso de madeira que, para fazer uma folha de papel A4, necessita de 10 litros de água.

Os dados são do Instituto Akatu, que aponta ainda que o processo da produção de papel por meio da reciclagem tem ainda outros dois aspectos relevantes. Um está na preservação das florestas já que o sistema tradicional necessita derrubar uma árvore inteira para obter matéria prima para apenas 15 resmas de papel sulfite. O segundo ganho do reaproveitamento de papéis é a economia de energia elétrica, que pode chegar a até 60%.

Caixas coletoras estão disponibilizadas em cada departamento do TCE-MS, com a devida identificação, para o descarte específico de papel sulfite, papel picotado e jornais. Todo o material coletado seguirá para reciclagem e desta forma a atitude estará dos servidores dos servidores estará contribuindo para um futuro melhor.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Dólar fecha em alta, acompanhando exterior de olho em juros nos EUA
DOURADOS
Prefeitura sanciona lei que autoriza gestão associada do serviço de saneamento básico entre Município e Estado
CAMPO GRANDE
Jovem que matou cão a facadas recebe ameaças de morte
RESGATE
Iguana é capturada em residência no centro de Coxim; veja o vídeo
BENEFÍCIOS
Projeto “MP - Social” é lançado em Dourados
CRIME AMBIENTAL
Produtor é multado em R$ 135 mil por desmatamento e exploração de madeira
BRASIL
Gustavo Montezano toma posse na presidência do BNDES
CONSUMIDOR
Preço da gasolina se mantém estável em Dourados
A DONA DO PEDAÇO
Camilo ameaça Vivi e ela joga sucesso na sua cara
ATENDIMENTO MÉDICO
Dourados e mais duas cidades recebem ‘Cassems Itinerante’ nos próximos dias

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é assassinado a tiros em conveniência
DOURADOS
Homem é morto no Jardim Pantanal; segundo homicídio da noite
DOURADOS
Homem assassinado no Jardim Pantanal tinha 23 anos
DOURADOS
Homem é baleado no Jardim Pelicano