Menu
Busca quarta, 18 de julho de 2018
(67) 9860-3221
AÇÃO

Procon notifica concessionária que encerrou atividades na Capital

01 novembro 2017 - 17h35

Reclamações de consumidores prejudicados com o fechamento repentino da concessionária da marca Renault na Capital levaram a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), a notificar a empresa a prestar esclarecimentos.

A concessionária Buritis, revendedora dos veículos da marca Renault, foi fechou no fim do mês de setembro deste ano.

As fornecedoras Renault do Brasil S.A. e Doeler Distribuidora de Veículos Ltda. foram notificadas pelo Procon, nesta semana, a apresentarem esclarecimentos no prazo de 10 dias. A notificação foi expedida nessa terça-feira (31.10).

Conforme um dos relatos que chegou ao Procon, o consumidor adquiriu um automóvel seminovo em fevereiro deste ano na concessionária Buritis e, ao procurar a loja, foi informado de que não há nenhuma autorizada para manutenção.

O veículo está com problemas no freio e o consumidor ressalta que passou a quilometragem para fazer a revisão. A empresa o orientou a fazer a manutenção em Dourados ou Rondonópolis.

Segundo o superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, as empresas foram notificadas a esclarecer as razões do encerramento repentino das atividades, se o encerramento é provisório ou definitivo e se há alguma tratativa que possibilite a continuidade dos serviços prestados na Capital.

São direitos básicos do consumidor ter informação adequada sobre produtos e serviços

A empresa deverá informar os procedimentos a serem observados para suporte técnico, inclusive, quanto à realização das revisões contratualmente exigidas para que aos consumidores seja assegurada a manutenção das garantias oferecidas pelo fabricante. Mesmo com a exigência de que as revisões sejam realizadas apenas em oficinas da rede autorizada para manutenção da garantia, não foram oferecidas opções viáveis aos consumidores.

O Procon questiona as medidas operacionais adotadas para suprir a demanda local e alternativas para suporte e atendimento técnico, como a designação de outra oficina formalmente credenciada pelo fabricante. Caso o fechamento tenha sido definitivo, as empresas deverão informar quais os direitos assegurados aos consumidores diante da falta de concessionária autorizada para o atendimento e as medidas que serão implementadas para o fornecimento de orientação aos consumidores prejudicados.

Cópia da notificação foi encaminhada para o Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Consumidor (MP/MS) para ciência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUTORIZAÇÃO RESTRITA
STF autoriza Cristiane Brasil a participar de reunião do PTB
TAILÂNDIA
"Javalis Selvagens" contam aventura dos 12 dias em caverna
SEM PLANO "B"
CBF aguarda resposta de Tite até o fim de semana
ESTATÍSTICA
Brasil teve mais de 21 mil assassinatos de janeiro a maio de 2018
BONITO
PMA autua fazendeiro em R$ 47 mil por desmatamento ilegal de cinco áreas de vegetação nativa
FICÇÃO/REALIDADE
Crime de Suzane Von Richthofen vai virar filme
SEGURANÇA PÚBLICA
Agepen regulamenta realização de escoltas por agentes penitenciários
MINISTÉRIO PÚBLICO
Recomendação estabelece parâmetros para avaliação de membros do MPE
FUTEBOL AMADOR
Interdistrital prossegue domingo com clássico em Vila Vargas
BENEFÍCIO
Pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados começa em agosto

Mais Lidas

DUPLO HOMICÍDIO
Duas pessoas são assassinadas em Dourados
DOURADOS
Dupla em Corsa branco teria executado homens em Sitioca
DUPLO HOMICÍDIO
Polícia identifica uma das vítimas de assassinato em Dourados
DOURADOS
Acusado de matar mecânico confessa assassinato de homem no Flórida