Menu
Busca domingo, 09 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
AÇÃO

Procon notifica concessionária que encerrou atividades na Capital

01 novembro 2017 - 17h35

Reclamações de consumidores prejudicados com o fechamento repentino da concessionária da marca Renault na Capital levaram a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon/MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), a notificar a empresa a prestar esclarecimentos.

A concessionária Buritis, revendedora dos veículos da marca Renault, foi fechou no fim do mês de setembro deste ano.

As fornecedoras Renault do Brasil S.A. e Doeler Distribuidora de Veículos Ltda. foram notificadas pelo Procon, nesta semana, a apresentarem esclarecimentos no prazo de 10 dias. A notificação foi expedida nessa terça-feira (31.10).

Conforme um dos relatos que chegou ao Procon, o consumidor adquiriu um automóvel seminovo em fevereiro deste ano na concessionária Buritis e, ao procurar a loja, foi informado de que não há nenhuma autorizada para manutenção.

O veículo está com problemas no freio e o consumidor ressalta que passou a quilometragem para fazer a revisão. A empresa o orientou a fazer a manutenção em Dourados ou Rondonópolis.

Segundo o superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, as empresas foram notificadas a esclarecer as razões do encerramento repentino das atividades, se o encerramento é provisório ou definitivo e se há alguma tratativa que possibilite a continuidade dos serviços prestados na Capital.

São direitos básicos do consumidor ter informação adequada sobre produtos e serviços

A empresa deverá informar os procedimentos a serem observados para suporte técnico, inclusive, quanto à realização das revisões contratualmente exigidas para que aos consumidores seja assegurada a manutenção das garantias oferecidas pelo fabricante. Mesmo com a exigência de que as revisões sejam realizadas apenas em oficinas da rede autorizada para manutenção da garantia, não foram oferecidas opções viáveis aos consumidores.

O Procon questiona as medidas operacionais adotadas para suprir a demanda local e alternativas para suporte e atendimento técnico, como a designação de outra oficina formalmente credenciada pelo fabricante. Caso o fechamento tenha sido definitivo, as empresas deverão informar quais os direitos assegurados aos consumidores diante da falta de concessionária autorizada para o atendimento e as medidas que serão implementadas para o fornecimento de orientação aos consumidores prejudicados.

Cópia da notificação foi encaminhada para o Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça do Consumidor (MP/MS) para ciência.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CARACOL
Pecuarista vai ter que pagar R$ 13,8 mil por desmatamento ilegal de 46 hectares de vegetação
CAMPO GRANDE
Motorista é preso por embriaguez e passageiro por quebrar janela de prédio público
POLÍTICA
Comissão se reúne na segunda para discutir e votar parecer sobre unificação das polícias
BANDEIRANTES
Veículo desgovernado invade canteiro de obras e mata trabalhador na BR-163
DOURADOS
Por força judicial, terceira sessão para definir Mesa Diretora da Câmara é cancelada
CONGRESSO
CPI dos Maus-tratos encerra trabalhos com propostas polêmicas
RORAIMA
Intervenção deverá valer a partir de amanhã até 31 de dezembro
Interventor prepara plano de ação a ser apresentado a Temer
CORUMBÁ
Mulher descobre traição e acaba agredida a pauladas pelo marido
SAÚDE
"Revolução sexual” contra impotência faz 20 anos em 2018
Médicos celebram disponibilidade de remédios para tratar disfunção
CAPITAL
Homem tem o carro incendiado após enteado pegar veículo sem autorização

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
DOURADOS
Vereadores voltam a “sumir” e eleição da Mesa da Câmara é adiada mais uma vez
DOURADOS
Presos na Cifra Negra devem ser transferidos ainda hoje à PED e delação não é descartada
DOURADOS
Polícia cumpre todos os mandados de prisão em ação que investiga corrupção na Câmara