Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
IRREGULARIDADES

Polícia fecha abatedouros clandestinos e multa homens por crime ambiental

15 outubro 2019 - 12h05Por Da Redação

Policiais militares ambientais de Campo Grande realizaram fiscalização em atendimento a denúncias referentes a abate de gado em matadouros clandestinos no assentamento Santa Mônica, localizado no município de Terenos.

Na tarde de ontem (14/10) a denúncia foi confirmada. No lote 98, pertencente a um assentado de 34 anos, havia um matadouro clandestino de gado bovino e ele estava carneando uma novilha pendurada em uma talha. O infrator afirmou que abatera o bovino com faca, mas em vistoria no local, foi encontrado um rifle, marca Winchester calibre 22, com sete munições sem documentos, utilizado no abate. A arma e munições foram apreendidas.

Próximo ao matadouro ilegal havia uma caminhonete GM S10 pertencente ao infrator e na carroceira havia partes do animal escondidas por uma lona, além de uma motosserra sem documentos que foi apreendida, juntamente com a carne clandestina.

Carcaças e restos de animais abatidos anteriormente foram encontrados queimados no local.

As atividades foram interditadas. O infrator, residente no lote, foi autuado administrativamente em R$ 5 mil por funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental e em R$ 1 mil pela posse da motosserra ilegal.

Próximo dali, no lote 72, outro abatedouro clandestino foi fechado. No momento em que os Policiais chegaram, o proprietário do lote e do abatedouro também carneava um bovino. No local também foi encontrado um rifle, marca Winchester calibre 22 sem documentos, utilizado no abate. A arma foi apreendida juntamente com a carne clandestina. As atividades foram interditadas. O infrator (55), residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente em R$ 5 mil por funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental

Em nenhum dos locais existia qualquer estrutura de higiene e de tratamento dos resíduos. A carne apreendida foi levada para destino adequado em um curtume por agentes da vigilância sanitária que participaram da operação.

Os infratores receberam voz de prisão pelo porte ilegal das armas e foram conduzidos, à Delegacia de Polícia Civil de Terenos, onde foram autuados em flagrante e saíram depois de pagamento de fiança. Eles também responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental, com pena prevista de três meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Adolescente de 15 anos é assassinado em aldeia de Douradina
JUSTIÇA
Ex-companheiro que permaneceu no imóvel do casal deve prestar contas
NOVA ANDRADINA
Carreta carregada com plumas de algodão pega fogo na BR-267
VILA CACHOEIRINHA
Preso após quebrar vidraça de sorveteria é reconhecido por vítima de furto
ALDEIA BORORÓ
Primos são suspeitos de tentar estuprar criança de 8 anos em Dourados
DOURADOS
Condenado por roubo é detido após furtar queijo e detergente de mercado
CRIME AMBIENTAL
Dono de chácara leva multa de R$ 3 mil por derrubar árvores sem licença
RIBAS DO RIO PARDO
Em liberdade provisória, mulher acaba presa por tráfico de drogas
FUTEBOL
Bayern humilha o Barcelona e se classifica para as semis da Champions
REGIÃO
Homem quebra tornozeleira eletrônica de propósito para voltar para cadeia

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades