Menu
Busca domingo, 17 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
IRREGULARIDADES

Polícia fecha abatedouros clandestinos e multa homens por crime ambiental

15 outubro 2019 - 12h05Por Da Redação

Policiais militares ambientais de Campo Grande realizaram fiscalização em atendimento a denúncias referentes a abate de gado em matadouros clandestinos no assentamento Santa Mônica, localizado no município de Terenos.

Na tarde de ontem (14/10) a denúncia foi confirmada. No lote 98, pertencente a um assentado de 34 anos, havia um matadouro clandestino de gado bovino e ele estava carneando uma novilha pendurada em uma talha. O infrator afirmou que abatera o bovino com faca, mas em vistoria no local, foi encontrado um rifle, marca Winchester calibre 22, com sete munições sem documentos, utilizado no abate. A arma e munições foram apreendidas.

Próximo ao matadouro ilegal havia uma caminhonete GM S10 pertencente ao infrator e na carroceira havia partes do animal escondidas por uma lona, além de uma motosserra sem documentos que foi apreendida, juntamente com a carne clandestina.

Carcaças e restos de animais abatidos anteriormente foram encontrados queimados no local.

As atividades foram interditadas. O infrator, residente no lote, foi autuado administrativamente em R$ 5 mil por funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental e em R$ 1 mil pela posse da motosserra ilegal.

Próximo dali, no lote 72, outro abatedouro clandestino foi fechado. No momento em que os Policiais chegaram, o proprietário do lote e do abatedouro também carneava um bovino. No local também foi encontrado um rifle, marca Winchester calibre 22 sem documentos, utilizado no abate. A arma foi apreendida juntamente com a carne clandestina. As atividades foram interditadas. O infrator (55), residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente em R$ 5 mil por funcionar atividade potencialmente poluidora sem licença ambiental

Em nenhum dos locais existia qualquer estrutura de higiene e de tratamento dos resíduos. A carne apreendida foi levada para destino adequado em um curtume por agentes da vigilância sanitária que participaram da operação.

Os infratores receberam voz de prisão pelo porte ilegal das armas e foram conduzidos, à Delegacia de Polícia Civil de Terenos, onde foram autuados em flagrante e saíram depois de pagamento de fiança. Eles também responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem autorização ambiental, com pena prevista de três meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HU-UFGD
Mesa redonda e encontro de mães marcam o Dia da Prematuridade
TECNOLOGIA
Alto-falantes inteligentes chegam ao Brasil com novas funções e riscos
ESPORTES
JEJ Blumenau: Judô MS dá início às disputas com sete atletas
BRASIL
Credibilidade de vacinas é menor entre homens e jovens, diz pesquisa
ESTADO
Governo diz que pavimentação da MS-339 facilita escoamento da produção e diminui risco de acidentes
ESPORTES
Parabadminton estreia nas Paralimpíadas Escolares e MS tem chance de medalha
DOURADOS
Prefeitura notifica contribuintes para atualizar cadastro imobiliário
ESTADO
Com lances a partir de R$ 500, leilão de veículos e sucatas é anunciado pelo governo
DOURADOS
Mulher ‘dribla’ comerciante na balança e foge com presunto e muçarela
ECONOMIA
Com Selic em queda, poupança pode passar a render menos que a inflação

Mais Lidas

DOURADOS
Idoso é fechado por criminosos na Marcelino, é derrubado e tem moto ‘zero km’ roubada
PARANAÍBA
Guarda Municipal é preso levando 40 quilos de cocaína para Minas Gerais
PORTO MURTINHO
Velório é interrompido e corpo de menina afogada recolhido para perícia
CAARAPÓ
Prefeitura abre concurso com 174 vagas e salários de até R$ 9.172