Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
CAPITAL

Polícia Civil incinera 36,8 toneladas de drogas

23 junho 2015 - 18h45

Assessoria

Como parte das comemorações da Semana Nacional Antidrogas, a Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), incinerou em Campo Grande na manhã desta terça-feira (23), 36,8 toneladas de drogas apreendidas pelas polícias em Mato Grosso do Sul, no primeiro semestre deste ano.

Grande parte dos entorpecentes destruídos durante a segunda incineração de 2015, 36,7 toneladas são de maconha e 47,6 quilos de substâncias como cocaína e crack, por exemplo, que representam parte das mais de 120 toneladas já apreendidas este ano no Estado, pela Polícia Civil, Polícia Militar, Polícia Militar Rodoviária e Departamento de Operações de Fronteira (DOF). “Chegamos a situação limite no combate ao tráfico de drogas, com as propostas de legalização da maconha e com a não punição dos usuários, que fizeram explodir os índices de apreensões no Estado”, disse durante o ato o delegado Rodrigo Guiraldelli Yassaka, titular da Denar.

Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) apontam que em comparação com o primeiro semestre de 2014, este ano apresentou um crescimento de quase 40% nas apreensões de drogas. Para o Delegado-Geral da Polícia Civil, Roberval Maurício Cardoso Rodrigues, o aumento é resultado da integração entre as forças policiais e também da valorização dos policiais. “As polícias estão mais integradas e os nossos efetivos mais motivados, o que reflete em mais apreensões, mais prisões e consequentemente mais segurança para a sociedade”, destaca.

Já o superintendente de Segurança Pública da Sejusp, delegado Antônio Carlos Videira, que representou o secretário de Justiça e Segurança Pública, Sílvio Maluf, no ato de incineração, atribuiu o crescimento das apreensões de drogas em Mato Grosso do Sul aos investimentos realizados pelo Governo do Estado na faixa de fronteira, especialmente em efetivo. “Esse aumento traduz a eficiência dos nossos organismos de segurança, em respostas aos investimentos que tivemos com a contratação de mais policiais e aquisição de equipamentos para as polícias de fronteira”, frisa Videira.

Do total de 120 toneladas de drogas apreendidas no Estado, mais de 41 toneladas foram tiradas de circulação pela Polícia Militar Rodoviária, que no enfrentamento aos crimes, intensificou as ações nas rodovias estaduais. “Além de serem extremamente capacitados, os nossos policiais estão mais motivados, o que tem assegurado bons resultados nas fiscalizações que foram intensificadas e que diuturnamente realizamos com equipes volantes em diversos pontos do Estado”, afirma o tenente-coronel Waldir Acosta, comandante da PRE em MS.

Dados do Ministério da Justiça mostram que dos estados brasileiros, Mato Grosso do Sul é recordista de apreensões, com 230 toneladas tiradas de circulação em 2014, volume jamais apreendido pelas forças estaduais. E a expectativa é que este número seja superado este ano, já que houve crescimento significativo nas apreensões. “Não estamos inventando a roda, apenas trabalhando muito e trabalhando integrados, o que faz com que o nosso Estado e as nossas polícias sejam diferenciados”, finalizou o Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Deusdete Souza Oliveira Filho.

O ato de incineração contou ainda com a presença do presidente do Conselho Estadual Antidrogas de Mato Grosso do Sul (CEAD/MS), promotor Sérgio Harfouche, de representantes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, do Ministério Público, da Coordenadoria Geral de Perícias e da Vigilância Sanitária do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
MAIS UM
Délia exonera secretário de Saúde e adjunta assume o posto
TURISMO
Deputado "mata" trabalho para passar nove dias em peregrinação
AMAMBAI
Homem mata a ex-mulher a facadas na frente dos sete filhos