Menu
Busca quarta, 14 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
MEIO AMBIENTE

PMA autua caçador com animal abatido, armas e munições

05 junho 2015 - 12h30

Policiais Militares Ambientais de Rio Negro foram acionados durante a madrugada desta sexta-feira, dia 05 de junho, pela PMR (Polícia Militar Rodoviária), em razão da abordagem durante um bloqueio na rodovia MS-080, de um veiculo Fiat/Uno, onde foram encontradas armas, munições, facas e um animal da espécie veado abatido.

O caçador, de 69 anos, residente em Rio Negro, que voltava da caçada, negou-se a informar onde praticara a caça do animal. Foram apreendidos: um animal silvestre sem cabeça, patas, couro e vísceras, um rifle calibre 22, um revólver calibre 38, um facão e uma faca, 22 munições calibre 38 e 54 munições calibre 22. As armas não possuíam documentação.

O infrator foi preso e encaminhado, juntamente com o material apreendido, para a Delegacia de Polícia Civil de Rio Negro, onde foi autuado em flagrante por caça ilegal e porte ilegal de arma.

A pena para a caça é de seis meses a um ano de prisão e do porte de arma de dois a quatro anos de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 500,00 pelo abate do animal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
"Mula" é presa com pouco mais de 6kg de maconha
NOVAS TECNOLOGIAS
Unigran recebe cantor Mariano e co-fundadores das Startups Crafty
BRASIL
Posse de Bolsonaro será às 15h de 1º de janeiro, diz Eunício
SELEÇÃO
CBF divulga numeração para últimos amistosos do ano
FISCALIZAÇÃO
Ação contra comércio de pneus usados apreendeu produtos em lojas de Dourados e Campo Grande
LAVA JATO
Lula será interrogado hoje pela juíza que substitui Sérgio Moro
DOURADOS
Polícia faz ação em ‘favelinha’ em busca de criminosos
NOVEMBRO AZUL
'Papo Aberto' acontece nesta quarta-feira, na Unidade 2 da UFGD
TELEVISÃO
Masterchef Profissionais: André é eliminado e Paola cai em prantos
RIO BRILHANTE
Prefeito anuncia corte do próprio salário em 10%

Mais Lidas

PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada
PEDRO JUAN CABALLERO
Vídeo mostra momento em que advogada é atingida por pistoleiros
FRONTEIRA
Advogada de Pavão e Marcelo Piloto é alvo de atentado com 14 tiros