Menu
Busca quinta, 18 de julho de 2019
(67) 9860-3221
REGIÃO

PMA apreende caminhão com carga de toras de madeira ilegal

30 junho 2015 - 10h59

Uma equipe da Polícia Militar Ambiental (PMA) de Rio Negro autuou na noite de ontem, na altura do km 42 da rodovia MS 080, em Rochedo, o proprietário de um caminhão Mercedes Benz, que transportava 4 m³ de madeira em toras sem documentação ambiental. Não havia o Documento de Origem Florestal (DOF), que é o documento ambiental para o transporte e armazenamento de qualquer produto florestal.

Foram apreendidos o veículo e 4 m³ de toras de madeira ilegal das espécies jatobá, angico e boca-boa.

O proprietário da carga, de 29 anos, residente em Campo Grande, que conduzia o veículo foi autuado administrativamente pela PMA e foi multado em R$ 1.200,00.

O infrator responderá por crime ambiental. Se condenado poderá receber pena de detenção seis meses a um ano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Fundação contratada por R$ 243 mil apresenta Plano de Arborização Urbana
FRONTEIRA
Pistoleiros são presos após executarem homem a tiros
FUTEBOL
Série B do Brasileirão tem um jogo marcado para hoje
DOURADOS
"Pirão do Bem" acontece neste sábado no Rotary Guaicurus
DANOS MORAIS
Acusada por furto que não cometeu será indenizada em R$ 15 mil por supermercado
DOURADOS
Reunião na Câmara discutirá meio de reverter corte em obra do aeroporto
ADEQUAÇÃO
Lei que proíbe canudos plásticos em MS é sancionada
BRASIL
Índice de confiança do empresário cresce pelo segundo mês consecutivo
NORTE DE MS
Homem é encontrado morto no meio da rua e suspeita é de hipotermia
POLÍTICA
“Não vai ter privilégio para ninguém”, diz senador de MS sobre indicação de Eduardo Bolsonaro à embaixada dos EUA

Mais Lidas

DOURADOS
Execução de comerciante douradense foi “comemorada” com tiros em bairro da periferia
DOURADOS
Indígenas invadem propriedade e atacam policiais com flechas e coquetel molotov
DINHEIRO NOVO
Governo deve anunciar ainda esta semana a liberação de saques do FGTS
POLÍCIA
Polícia prende ladrão de moto e descobre ‘boca de fumo’ no Dioclécio Artuzi