Menu
Busca domingo, 21 de abril de 2019
(67) 9860-3221
CAMPO GRANDE

PM é acionada para conter princípio de rebelião em presídio da Capital

10 agosto 2018 - 11h43Por Da Redação, com G1/MS

A Polícia Militar (PM) foi acionada na noite de quinta-feira (10) para controlar um princípio de rebelião no Presídio de Trânsito, no complexo penitenciário de Campo Grande.

De acordo com as informações do portal G1/MS, o tumulto começou depois que detentos da cela 42, no segundo pavilhão conseguiram escapar. Eles quebraram o cadeado da cela e pretendiam abrir as outras celas do pavilhão, mas os agentes e policiais conseguiram evitar.

Na madrugada a Polícia Civil também foi até lá. Os peritos tentam descobrir como os internos conseguiram as ferramentas para quebrar o cadeado.

Outras celas também passaram por inspeção e esses detentos agora, estão em uma cela corretiva. Quase uma hora depois do tumulto, um drone foi flagrado sobrevoando o Presídio de Segurança Máxima, que também fica no complexo penitenciário.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Alessandra Negrini posta foto completamente nua e deixa público impactado
CAMPO GRANDE
Família procura adolescente que desapareceu há quatro dias
AMAMBAI
Após sair de festa, jovem é assassinado a golpes de facão
FUTEBOL
Cruzeiro empata com pênalti marcado pelo VAR e conquista o título mineiro
JUDICIÁRIO
Supremo avalia mudar regimento para aumentar julgamentos virtuais
CONCURSO
Aeronáutica abre inscrições para 180 vagas de cadetes do ar
CAPITAL
Responsável por casa de show é preso por vender bebidas a menores
EDUCAÇÃO
MEC prepara material para explicar nova política de alfabetização
MS-156
Dois homens são presos transportando 154 quilos de Maconha
PROCON
CCR-MSVias é notificada por falta de pessoal e troco em pedágio

Mais Lidas

POLÍCIA
Mulher de 41 anos é assaltada e estuprada próximo à feira-livre
DOURADOS
Indígena que morreu atropelada na MS-156 tinha 25 anos
CAARAPÓ
PF apreende quase meia tonelada de maconha em tanque de carreta
PONTA PORÃ
Homem é encontrado com as mãos decepadas na região de fronteira