Menu
Busca quarta, 16 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
REGIÃO

PF, Ibama e PMA realizaram ações de vistoria em áreas rurais públicas

02 julho 2015 - 16h00

A PF, através da Delegacia de Combate aos Crimes Ambientais da Polícia Federal em conjunto com o Ibama e Polícia Militar Ambiental, realizou em junho, ações de vistorias e fiscalização em áreas rurais públicas (quilombola e indígenas) no Estado.

Após o Setor Técnico da Polícia Federal de Geo-Processamento observar nas imagens de satélite que cortes seletivos de árvores estavam ocorrendo em algumas regiões, foram desencadeadas as ações de campo.

No Pantanal do Piquiri e Sonora, constatou-se ação de crime ambiental, mesmo não sendo encontrado nos locais, as madeiras que foram retiradas, porém, os troncos e raízes lá existentes permitiram que os técnicos avaliassem os danos e consequentemente os valores das multas a serem aplicadas aos responsáveis pelas áreas. Os quais após identificação foram notificados e autuados pelos órgãos ambientais, e ainda respondem por suas ações, também junto a Polícia Federal. Sobre esses fatos foi instaurado inquérito policial, visando apurar as responsabilidades penais.

No município de Sidrolândia, nas proximidades da comunidade indígena Buriti, em local ainda não demarcado os policiais federais e fiscais do Ibama, no dia 28 de junho adentraram na área de Reserva Legal da Fazenda Buriti, a qual se encontra em poder de indígenas. Logo de início, foi observada uma grande quantidade de árvores derrubadas já em medidas para beneficiamento ou seja troncos lampinados.

Constatou-se que árvores centenárias próximas a antiga sede da Fazenda Buriti, assim como parte da reserva legal foram extraídas ilegalmente, sendo encontradas no chão vários tipos de madeira nobre, tais como: aroeira (em sua maioria), jatobás, faveiros, cumbarus, ipês e etc.

Apesar da constatação do crime ambiental os fiscais do Ibama e policiais federais não puderam prosseguir nos trabalhos de vistoria, pois foram impedidos de continuar em razão da chegada de vários indígenas ao local, os quais se negaram a se identificar e ainda ameaçaram tomar os instrumentos de trabalho da equipe (câmeras, filmadora e anotações). A PF também irá instaurar inquérito policial objetivando apurar os responsáveis pela ação criminosa ambiental na referida área.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TELEVISÃO
'BBB19' estreia com prova de imunidade e vitória de Gustavo e Danrley
AGENDA
Governador vai a Maracaju e entrega estação de tratamento de esgoto
LOTERIA
Mega-Sena acumula mais uma vez e prêmio vai a R$ 27 milhões
EDUCAÇÃO
Inep divulga notas do Enem na próxima sexta-feira
PIS/PASEP
pagamento de abono aos nascidos em janeiro e fevereiro começa amanhã
POLÍTICA
Bolsonaro recebe presidente argentino nesta quarta-feira em Brasília
PROCESSO SELETIVO
Sebrae encerra seleção para profissionais com salários de até R$ 7 mil
CAMPO GRANDE
Mulher é presa com 31 tabletes de maconha que levaria para Goiás
TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
UAU
Paloma Bernardi faz passeio relaxante e impressiona com barriga negativa

Mais Lidas

GRUPOS RIVAIS
Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
POLÍCIA
Motorista que morreu em acidente na BR-163 tinha 28 anos
BR-163
Acidente que matou motorista de ônibus deixou outros cinco feridos
DOURADOS
Délia exonera secretário e coloca interina na Agricultura Familiar