Menu
Busca sexta, 24 de maio de 2019
(67) 9860-3221
RIOS DE MS

Paranaenses perdem barco e são multados por pesca ilegal

19 abril 2019 - 09h45Por Da Redação

Durante fiscalização fluvial no rio Baía, Policiais Militares Ambientais de Batayporã, que trabalham na operação Semana Santa,  autuaram ontem (18) à tarde, quatro pescadores por pesca ilegal.

Os infratores, de, 34, 46, 46 e 54 anos, residentes em Porto Rico (PR) foram autuados por pescarem embarcados sem licença ambiental. Com os infratores foram apreendidos: um barco, um motor de popa, três carretilhas e um molinete com varas.

Os policias efetuaram auto de infração administrativo e aplicaram multa no valor de R$ 300 contra cada autuado, perfazendo R$ 1.200,00. A pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se somente infração administrativa. Logo que sejam pagas as multas, os pescadores poderão ter os materiais restituídos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Governo convoca candidatos de concursos PM e Bombeiros para entrega de Formulário de Investigação Social
CAGED
Dourados fecha abril com quase 500 novos postos de trabalho
BRASIL
Marinho: Reforma da Previdência pode ser votada no 1º semestre
NOVE ANOS DEPOIS
Fazendeiros são condenados por acidente com gado solto na pista
ECONOMIA
Governo assina termo cooperação técnica para reformulação do Regime de previdência
ANASTÁCIO
Polícia encontra quase 200kg de maconha no porta-malas de veículo
ECONOMIA
Abril tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
DECOR
Parede de giz na cozinha pode dar um toque especial no decor
APÓS INVESTIGAÇÃO
Polícia conclui que atentado registrado por vereadora foi acidente de trânsito
ARTES MARCIAIS
Competição de MMA divulga card de lutas

Mais Lidas

DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
DOURADOS
Vereadora vai à delegacia e diz ser vítima de atentado
DOURADOS
Ciclista atropelado na Marcelino morre após meses de tratamento
DOURADOS
Preso é encontrado morto na PED em mesmo raio onde ocorreu pente-fino
Rapaz estava enforcado em uma das celas da unidade penal