Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
ITAPORÃ

Operação do Gaeco seria por supostas irregularidades em material de publicidade

17 junho 2015 - 09h16

Operação desencadeada na manhã desta quarta-feira (16) pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) em Itaporã, seria por um suposto esquema de irregularidades nas licitações de material publicitário utilizados pela administração daquela cidade.

Segundo informações extraoficiais apuradas pelo Dourados News no local, policiais estão desde o início da manhã analisando documentos na prefeitura, na residência do prefeito Wallas Milfont (PDT), do ex-diretor de comunicação da cidade e na agência de publicidade que venceu o processo licitatório.

A princípio não foram divulgadas prisões, apenas o trabalho de busca e apreensão do material.

O Dourados News entrou em contato com a assessoria do MPE (Ministério Público Estadual), porém, ainda há maiores detalhes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular