Menu
Busca quarta, 12 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Número de trabalhos formais avança mais de 10% no Estado

08 dezembro 2018 - 15h09Por Da Redação

Em seis anos, o número de trabalhos formais em Mato Grosso do Sul avançou mais de 10%, encerrando 2017 com cerca de 800 mil empregos com carteira assinada, enquanto em 2012 eram 703,8 mil. O montante representa 61,8% do total da população ocupada (1,26 milhão de trabalhadores) no Estado.

O resultado coloca MS na segunda melhor posição no Centro-Oeste e sétimo lugar no ranking nacional em relação a maior proporção de trabalhos formais. Esse índice cresceu no Estado, de 59,9%, em 2012, para 61,8% do total da população ocupada (população a partir de 14 anos com algum tipo de trabalho, seja informal, carteira assinada, empreendedor ou outro) em 2017. No Centro-Oeste, apenas o Distrito Federal tem índice maior, com 69,3%.

Os dados são da “Síntese de indicadores sociais: uma análise das condições de vida da população brasileira”, divulgado nesta semana pelo IBGE. Por trabalho formal, a pesquisa compreende emprego com carteira assinada, militar, funcionário público estatutário, conta própria e empregador que contribuía para a previdência social.

O avanço no número de empregos formais aconteceu principalmente entre as mulheres, com aumento na proporção de 56,3%, em 2012, para 60,8% em 2017, e manteve-se praticamente estável entre os homens. Outro avanço expressivo foi entre as pessoas de cor branca (de 60,7% para 65%).

O resultado positivo, mesmo em meio ao cenário de crise econômica nacional nos últimos anos, é reflexo de um trabalho conjunto no Estado para garantir os números positivos, analisa o governador Reinaldo Azambuja. “Diante da recessão, procuramos criar um ambiente de confiança, buscando a solidez fiscal, investindo em infraestrutura, fortalecendo a política de incentivos e adotando medidas que estimulem as atividades produtivas. Tudo isso permitiu que o Estado registrasse saldo positivo na geração de empregos na fase mais aguda da crise”, disse.

Desde 2015 o Governo do Estado garantiu a vinda de 66 indústrias para Mato Grosso do Sul e fez a revisão de 1.200 contratos, garantindo a abertura de 12.500 empregos nos próximos anos.

Rendimento

O avanço no número de empregos formais reflete em melhora no salário, já que o rendimento desses trabalhadores é 41,4% maior do que o dos trabalhadores informais, o que representa uma diferença de R$ 978,00. O rendimento médio dos trabalhos formais foi de R$ 2.361,00 e o dos trabalhos informais de R$ 1.383,00, no ano de 2017. Dentre o maior rendimento médio real dos trabalhos formais, Mato Grosso do Sul ocupa o décimo lugar no ranking entre os estados do País, com R$ 2.361,00.

Na avaliação da remuneração entre homens e mulheres, eles levam vantagem com rendimento maior – cerca de 25,5%. As mulheres tinham no ano passado remuneração de cerca de R$ 1.672,00, enquanto que os homens de R$ 2.243,00. As pessoas pretas ou pardas (R$ 1.743,00) tinham rendimento 25,1% menor do que as pessoas brancas (R$ 2.315,00).

Com relação à faixa etária, no Estado o grupo de 30 a 49 anos de idade é o que registrou maior rendimento em 2017, com R$ 2.240,00.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Dourados e quatro cidades recebem ‘Cassems Itinerante’ nesta semana
AREZZO
Eu apoio o projeto Natal para Todos - Dourados Brilha
DOURADOS
DOF recebe PMs de Goiás para curso especializado
ARTIGO
Tempo de balanço... da vida!
TRAGÉDIA
Catedral de Campinas recebe flores em homenagem a vítimas de atirador
FRONTEIRA
Homem é preso após ser flagrado guinchando carro com droga
ESTADO
Contribuintes com débitos de ICMS já podem aderir ao Refis 2018
CAMPO GRANDE
Confusão por dívida termina com morador de rua ferido na cabeça
TEMPO SECO
Dourados tem manhã com sensação térmica acima dos 35ºC
DOURADOS
Vereador diz que votará em chapa encabeçada por Pepa

Mais Lidas

DOURADOS
Contador e esposa são presos na segunda fase da Operação Pregão
TRAGÉDIA
Neto matou avó com duas facadas nas costas
TRAGÉDIA EM ITAPORÃ
Antes de assassinato, menor discutiu com a avó porque queria vir para Dourados
DOURADOS
Polícia prende acusado de agredir e esfaquear idosa em assalto