Menu
Busca sábado, 23 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
EX-DEPUTADO DE MS

Nomeado no Ministério dos Transportes, ex-deputado estaria em cargo vetado por Abin

15 junho 2015 - 09h08

O ex-deputado estadual Edson Giroto, que também foi secretário estadual na gestão de André Puccinelli e candidato a prefeitura de Campo Grande e derrotado nas urnas em 2012 ocuparia cargo vetado pela Abin (Agência Brasileira de Inteligência) no Ministério dos Transportes. A informação é de Leonel Rocha, da Revista Época.

Segundo a nota da coluna “Expresso”, “A manobra do PR para mandar no DNIT”, a jogada será uma forma encontrada pelo mensaleiro condenado e ex-deputado Valdemar da Costa Neto (PR) para abrigar Edson Giroto, que ficou sem mandato, no governo federal.Após três meses da nomeação original, a bancada do PR teria conseguido colocar o ex-deputado no cargo vetado.

No final de fevereiro, surgiu a possibilidade de Giroto ser nomeado secretário executivo, quando até uma lista chegou a ser divulgada pelo Ministério. De acordo com a coluna, a nomeação só não aconteceu porque a Abin vetou o nome.

Isto porque Giroto responde a processo no STF (Supremo Tribunal Federal), a Ação Penal 605, instaurada após investigação da Polícia Federal, a Operação Vintém, de 2007.

Giroto foi nomeado como seu assessor especial em março, função que não necessita de parecer do serviço secreto do governo. Um dia depois, o ex-deputado foi promovido a secretário executivo substituto, função que também não precisa do aval da Abin.

De acordo com o jornal Midiamax, agora, Giroto ocuparia, na prática, a função de secretário executivo para a qual tinha sido vetado por seu histórico com o STF. Isso porque no último dia 20 de maio, Miguel de Souza foi exonerado do cargo de Secretário de Gestão dos Programas de Transportes do Ministério. No papel, o ex-deputado federal pelo Paraná, Luciano Castro, foi nomeado para substituir Miguel.

No atual cargo, Giroto passou a ser o que inicialmente queriam que fosse, presidente do conselho administrativo do DNIT. Ele decide tudo do órgão que tem mais de mil contratos e um orçamento de R$ 10 bilhões por ano para construção e manutenção de estradas federais. O Jornal Midiamax tentou contato por celular com Giroto, que não atendeu as ligações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Apenas de meia-calça, Juliana Paes celebra presença no carnaval: "melhor notícia"
FUTEBOL
Fifa tira Mundial Sub-17 do Peru, e Brasil vai sediar a competição
BELA VISTA
Policial perde controle da direção, viatura cai de ponte e pega fogo
COMBUSTÍVEIS
Preço da gasolina nas bombas cai pela 18ª semana seguida, diz ANP
MEIO AMBIENTE
PMA captura tamanduá-bandeira em quintal de residência em Coxim
EDUCAÇÃO
UFGD divulga os aprovados na 5ª chamada do Vestibular 2019
COXIM
Policial civil invade emissora de rádio e agride entrevistado
FISCO
Programa para receber declaração do IR estará disponível 2ª-feira
DOURADOS
Sindicalistas cobram salários para ex-empregados da Fertilizantes Heringer
CAPITAL
Fumaça provoca engavetamento com 7 veículos na rodovia BR-262

Mais Lidas

DOURADOS
Trio é preso após tentar repetir furto em loja do shopping
SIDROLÂNDIA
Colisão entre motos termina com jovem morto
DOURADOS
Desconhecido pede água, invade residência e ameaça mulher de morte para furtar celular
CAMPO GRANDE
Interno é encontrado morto dentro de cela de presídio