Menu
Busca domingo, 13 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
ESTADO

MS sobe para 5º posição em segurança pública no ranking da competitividade

24 setembro 2017 - 14h11

Mato Grosso do Sul avançou nove posições e subiu para o quinto lugar no Ranking de Competitividade dos Estados 2017, no pilar segurança pública, que é considerado a variável que melhor expressa o funcionamento das instituições policiais do Estado. De acordo com o estudo, a pontuação de MS foi de 76,4, numa escala de zero a 100, o desempenho foi considerado acima da média nacional que é 46,2. Nas quatro primeiras posições estão Santa Catarina, São Paulo, Acre e Paraná.

O estudo é desenvolvido anualmente, desde 2011, pelo Centro de Liderança Pública (CLP), em conjunto com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Unit. O Ranking de Competitividade é composto por 10 pilares. Por sua vez, cada um é formado por um conjunto de indicadores, no caso da segurança pública os que tiveram avanços significativos neste ano foram mortes a esclarecer, segurança no trânsito, segurança patrimonial e segurança pessoal.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública em exercício, delegado Antonio Carlos Videira, avaliou esse estudo como extremamente importante, pois traz um efeito comparativo entre os estados brasileiros, demonstrando que os investimentos realizados pelo Governo de Mato Grosso do Sul através do programa "MS Mais Seguro", lançado em junho do ano passado, estão gerando resultados positivos.

"Mesmo diante do cenário de crise, estamos conseguindo realizar o maior pacote de investimentos da área da segurança pública da história do Estado. Em sua 4ª etapa, o MS Mais Seguro já aplicou R$ 76,3 milhões somente nas aquisições de mais de 600 viaturas, 755 armas, 903258 munições e 5925 equipamentos de proteção pessoal, além das reformas e demais ações que representam mais de R$ 115 milhões que deverão ser investidos até o próximo ano", relatou o secretário.

Ranking

O Ranking de Competitividade dos Estados tem como objetivo principal alcançar um entendimento mais profundo e abrangente das 27 unidades da federação, trazendo para o público uma ferramenta simples e objetiva para pautar a atuação dos líderes públicos brasileiros na melhoria da competitividade e da gestão pública dos seus estados.

Para definir a estrutura, composição e a metodologia de cálculo do ranking, foi empreendido um amplo estudo da literatura acadêmica especializada, bem como da experiência nacional e internacional na confecção de rankings de competitividade.

Como resultado final, foram selecionados 66 indicadores, distribuídos em 10 pilares temáticos considerados fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública dos estados brasileiros: Infraestrutura, Sustentabilidade Social, Segurança Pública, Educação, Solidez Fiscal, Eficiência da Máquina Pública, Capital Humano, Sustentabilidade Ambiental, Potencial de Mercado e Inovação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Bebê é sexta vítima de acidente na Via Dutra, sentido Rio de Janeiro
Unicef
26% das adolescentes brasileiras casam-se antes dos 18 anos
MS 42 ANOS
Identidade do Estado revela “Brasil profundo” nas artes plásticas
TUFÃO
Passagem do Hagibis no Japão provoca pelo menos 24 mortes
DOURADOS
Programação do “Outubro Rosa” tem evento no dia 16
FAMOSOS
Em meio aos rumos sobre affair, Grazi faz trilha com Caio Castro
DOURADOS
Universidade levará serviços à Praça Antônio João dia 23
ESTADO
Judiciário fará Semana da Conciliação no início de novembro
CRIME
Caçador foge da PMA, mas abandona moto, rifle e munições e acaba identificado
BRASIL
Após dez dias internado, general Villas Bôas recebe alta hospitalar

Mais Lidas

CONFUSÃO
Homem morre em confronto com a Guarda Municipal de Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
RIO BRILHANTE
Acidente envolvendo carro de passeio e carreta mata motorista na BR-267