Menu
Busca segunda, 27 de maio de 2019
(67) 9860-3221
RIO DE JANEIRO

MS discute mudanças climáticas e estratégias de enfrentamento no Fórum Clima

25 abril 2019 - 16h50Por Da Redação

Acontece nesta quinta-feira (25.4), no Centro Empresarial Firjan (RJ), o Fórum Clima 2019, evento que tem o objetivo de discutir o papel da ação climática sob a ótica dos estados brasileiros e avaliar a situação global e nacional em relação ao tema da adaptação e da mitigação das Mudanças Climáticas. O evento é organizado pelo FBMC/Centro Brasil no Clima (CBC)/Instituto Ondazul, com apoio da Firjan.

O secretário adjunto Ricardo Senna da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) representa Mato Grosso do Sul no Fórum: “Os Estados e municípios precisam ser protagonistas no debate sobre mudanças climáticas. As realidades de cada região brasileira são diferentes e precisam ser entendidas para o melhor cumprimento dos acordos climáticos”, ponderou Senna.

Mato Grosso do Sul possui uma ampla rede de monitoramento do clima com 45 estações meteorológicas instaladas estrategicamente por todo Estado, dotadas de barômetro (aparelho que mede a pressão atmosférica), higrômetro de ar e solo (umidade), anemômetro sônico (força e direção dos ventos), pluviômetro (quantidade de chuva), piranômetro (radiação solar), para-raios e um computador que transmite todas as informações diretamente ao Instituto Nacional de Meteorologia.

Após serem formatadas, essas informações retornam ao CEMTEC/MS (Centro de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos de Mato Grosso do Sul), órgão ligado à Semagro, onde os técnicos transformam em boletins com dados precisos sobre o clima e o tempo de cada região. Com isso o governo pode alertar os municípios sobre alterações climáticas e tomar medidas preventivas.

O evento

O Fórum Clima 2019 vai debater assuntos como o catastrófico tornado que arrasou parte de Moçambique e enchentes repetidas, a mais recente no Rio de Janeiro, entre outros fenômenos ocorridos no Brasil. Desde o Acordo de Paris, a situação política internacional piorou e, de acordo com novas estimativas científicas, a velocidade da mudança climática obriga a repensar medidas estratégicas.

O evento valoriza o protagonismo dos estados e das empresas brasileiras no cumprimento da Contribuição Nacionalmente Determinada do Brasil (NDC), com a apresentação, por governadores e secretários de estado e expoentes da ação empresarial, de experiências no âmbito regional de suas ações de mitigação e de adaptação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUUU!!
Ellen Roche faz clique só de lingerie e é elogiada por internautas
RIO NEGRO
Ambiental fecha segunda olaria ilegal e autua proprietário em R$ 5 mil
MATO GROSSO DO SUL
Campanha Estadual de Combate ao Feminicídio será lançada amanhã
MS-164
Mulheres são flagradas transportando maconha em ônibus
DOURADOS
Douradenses vão às ruas apoiar medidas de Bolsonaro
MUNDO
Tremor de magnitude de 8,1 graus abala noroeste do Peru
EVENTOS
Semana do Leite terá palestras, doações e discussão sobre a conjuntura da atividade em MS
BRASIL
Projeto garante defesa de animais em casos de desastres ambientais
MÚSICA
Almir Sater faz show gratuito hoje em Dourados
AINDA DÁ TEMPO
Concurso público da PM e Bombeiros: candidatos têm até hoje para preencher ficha da Investigação Social

Mais Lidas

ITAQUIRAÍ
Empresário é executado no Sul do Estado
TRÁFICO
Ação conjunta apreende 556 quilos de cocaína em ônibus de turismo religioso
FLAGRANTE
Polícia prende grupo caçando com 19 cães e lanças para abate
ITAQUIRAÍ
Comerciante foi executado com cinco tiros enquanto lavava residência