Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
GERAL

Ministério da Saúde, SES e Sesau realizam vistoria na Unidade do Trauma

13 fevereiro 2019 - 10h49Por Da Redação

Ontem (12/2), técnicos do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) realizaram vistoria na Unidade do Trauma, com objetivo de avaliar os custos de funcionamento para a elaboração do Plano Operativo. Desde o início de setembro do ano passado, o local começou a funcionar de forma gradual.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, destacou que o objetivo é fazer a Unidade do Trauma funcionar em sua plenitude. “Precisamos resolver esse impasse que já vem se arrastando a mais de um ano. Esperamos que com a visita técnica o Ministério da Saúde possa aportar os recursos que havia se comprometido”, disse.

O Plano Operativo é necessário para que ocorra a pactuação entre o Ministério da Saúde, SES, Sesau e Associação Beneficente de Campo Grande – Santa Casa para que ocorra o repasse de recursos para o funcionamento da Unidade.

Os representantes do Ministério da Saúde são ligados à Coordenação Geral de Atenção Hospitalar, responsável por avaliar as unidades habilitadas referentes a custeio e produção. Na segunda-feira (11/2), foi realizado o levantamento sobre a produção da Unidade do Trauma e outras unidades habilitadas da Santa Casa.

Ontem, os técnicos realizaram vistoria na Unidade do Trauma e unidades habilitadas para averiguar necessidade de custeio do hospital. Logo após, ocorreu reunião entre o Ministério da Saúde, Prefeitura e Governo do Estado para o alinhamento da proposta para o Plano Operativo.

Com mais de 6.600 metros quadrados de área construída, o local tem 100 leitos de internação, 10 leitos de UTI, 5 salas cirúrgicas, 2 salas para cirurgia de pequeno porte, 1 sala de fisioterapia, 1 sala de reabilitação, 3 salas de observação com 15 leitos, 2 salas de raio X, 1 sala de tomografia, 2 salas de odontologia, 3 consultórios e 1 sala de emergência.

Em 2016, após o Governo do Estado retomar a obra, em parceria com o Governo Federal e Prefeitura, houve um aporte para a unidade no valor de R$ 8,4 milhões, recursos empregados pelo Governo do Estado no valor de R$ 1,6 milhão, Ministério da Saúde com R$ 2,5 milhões, Prefeitura de Campo Grande com R$ 3,2 milhões e Associação Beneficente de Campo Grande com R$ 890 mil. A Santa Casa também investiu mais R$ 4 milhões para readequar o projeto estrutural inicial da Unidade, de onde foram refeitos dois mil metros quadrados, conforme exigências da Vigilância Sanitária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Mia Khalifa cria atrito no pornô internacional ao renegar passado na indústria
ESCOLARES
Modalidades individuais dos Jogos Escolares da Juventude terão como sede Corumbá e Nova Andradina
EMPREGO
MS tem a 4ª menor taxa de desocupação do país no segundo trimestre de 2019, diz IBGE
BRASIL
Remédio para cólica menstrual tem efeito para tratar esquistossomose
GUIA LOPES
Homem é flagrado com couro de onça e multado pela PMA
MELHOR IDADE
Confira os vencedores da etapa do voleibol adaptado e bocha
ESTELIONATO
Homem perde R$ 14 mil ao cair em golpe pela internet
CAMPO GRANDE
Decisão anula TAC que estabelece remoção de empresas de antigo lixão
ENCONTRO
Centro Acadêmico de Medicina realiza I Workshop na capital
BRASIL
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 24 milhões

Mais Lidas

BR-163
Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização em Dourados
DOURADOS
Acidente com morte pode ter ocorrido após motociclista ser fechado por carro
DOURADOS
Homem fica ferido após estouro de equipamento na Cabeceira Alegre
POLÍTICA
PSL lança nome para Prefeitura de Dourados e senadora descarta aliança com tucanos