Menu
Busca sexta, 21 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
REDE ESTADUAL

Medida vai ajudar gestores de escolas do Estado na compra de merenda escolar

20 junho 2015 - 10h00

O governador Reinaldo Azambuja realizou na tarde de sexta-feira (19), ao lado da secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, a assinatura do termo de cooperação técnica que autoriza a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) a realizar pesquisa de preços dos itens que compõem a merenda escolar dos alunos da Rede Estadual de Ensino (REE), pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

A cooperação técnica será firmada entre a Secretaria de Estado de Educação (SED) e a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), que é vinculada ao Procon. A intenção é garantir qualidade, transparência e melhores preços na aquisição dos itens alimentícios que compõem a merenda escolar destinada aos alunos da REE.

Para o governador Reinaldo Azambuja, a importância desse termo de cooperação tem como objetivo criar uma referência de preço da merenda para os diretores das escolas públicas do Estado. “Esse termo de cooperação vai facilitar a vida do gestor escolar na compra da merenda para os alunos”, destacou.

A secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, informou que o Procon já fez a pesquisa de preço dos alimentos que são utilizados no preparo da merenda escolar. “Essa pesquisa de preço com os alimentos utilizados na merenda escolar já foi feita pelo Procon e será divulgada na próxima semana”, disse.

Processo de aquisição

Dentro do programa federal de alimentação escolar, o governo de Mato Grosso do Sul adotou a modalidade de gestão escolarizada, onde os recursos financeiros do Governo Federal ou do tesouro estadual são transferidos pela SED diretamente para as escolas. As unidades educacionais são hoje responsáveis por todo o processo de aquisição de gêneros alimentícios para suprir a merenda escolar.

No Estado, as escolas estaduais são responsáveis por todo o processo de aquisição de gêneros alimentícios: ordenação de despesas; gestão e execução dos contratos administrativos; controle de estoque e armazenamento dos gêneros alimentícios; prestação de contas; e demais atos relacionados à correta utilização dos recursos financeiros advindos do PNAE, programa gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e do Governo do Estado.

O preço referência dos alimentos será obtido por meio de pesquisa realizada pelo Procon/Sedhast de forma a subsidiar as compras realizadas pelas escolas da REE, no âmbito do PNAE, garantindo sua economia, rapidez e qualidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Criança de 1 ano desaparece de dentro de casa no Dioclécio Artuzi
CAMPO GRANDE
Proprietário rural é autuado em R$ 30 mil por incêndio de vegetação nativa
BRASIL
Dólar abre em alta de 0,46% cotado a R$ 4,0888
PARADESPORTO
Megaevento Paralímpico ocorre amanhã em Dourados e Campo Grande
EVENTO
Dia Mundial da Paz tem aula show de dança em Dourados
DOURADOS
Grupo ABV realiza Corrida Rosa 2018
OPERAÇÃO MENDACIUM
Polícia Federal faz operação contra fraude no seguro-desemprego
DOURADOS
Polícia flagra homem carregando botijão furtado no Jardim Itália
ELEIÇÕES 2018
MP convoca órgãos de segurança e orienta contra crimes eleitorais
NA RODOVIÁRIA
Paraguaio é preso em Dourados com quase 7kg de skunk

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia fecha entreposto de drogas e prende três no Jardim Colibri
DOURADOS
Esquema começou há 1 ano e maconha era armazenada em pneus
DOURADOS
PF apreende mais de 150 quilos de cocaína na Guaicurus
IVINHEMA
Mecânico morre ao ficar preso em cardan de caminhão