Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
REDE ESTADUAL

Medida vai ajudar gestores de escolas do Estado na compra de merenda escolar

20 junho 2015 - 10h00

O governador Reinaldo Azambuja realizou na tarde de sexta-feira (19), ao lado da secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, a assinatura do termo de cooperação técnica que autoriza a Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon) a realizar pesquisa de preços dos itens que compõem a merenda escolar dos alunos da Rede Estadual de Ensino (REE), pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

A cooperação técnica será firmada entre a Secretaria de Estado de Educação (SED) e a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), que é vinculada ao Procon. A intenção é garantir qualidade, transparência e melhores preços na aquisição dos itens alimentícios que compõem a merenda escolar destinada aos alunos da REE.

Para o governador Reinaldo Azambuja, a importância desse termo de cooperação tem como objetivo criar uma referência de preço da merenda para os diretores das escolas públicas do Estado. “Esse termo de cooperação vai facilitar a vida do gestor escolar na compra da merenda para os alunos”, destacou.

A secretária de Estado de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, informou que o Procon já fez a pesquisa de preço dos alimentos que são utilizados no preparo da merenda escolar. “Essa pesquisa de preço com os alimentos utilizados na merenda escolar já foi feita pelo Procon e será divulgada na próxima semana”, disse.

Processo de aquisição

Dentro do programa federal de alimentação escolar, o governo de Mato Grosso do Sul adotou a modalidade de gestão escolarizada, onde os recursos financeiros do Governo Federal ou do tesouro estadual são transferidos pela SED diretamente para as escolas. As unidades educacionais são hoje responsáveis por todo o processo de aquisição de gêneros alimentícios para suprir a merenda escolar.

No Estado, as escolas estaduais são responsáveis por todo o processo de aquisição de gêneros alimentícios: ordenação de despesas; gestão e execução dos contratos administrativos; controle de estoque e armazenamento dos gêneros alimentícios; prestação de contas; e demais atos relacionados à correta utilização dos recursos financeiros advindos do PNAE, programa gerenciado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e do Governo do Estado.

O preço referência dos alimentos será obtido por meio de pesquisa realizada pelo Procon/Sedhast de forma a subsidiar as compras realizadas pelas escolas da REE, no âmbito do PNAE, garantindo sua economia, rapidez e qualidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular