Menu
Busca sexta, 19 de julho de 2019
(67) 9860-3221
RECADASTRAMENTO

Mais de 93 mil eleitores já passaram pela biometria obrigatória em MS

25 junho 2019 - 21h35Por Da redação


Em 2019, a revisão eleitoral e o cadastramento biométrico obrigatório atenderam mais de 93 mil eleitores no interior de Mato Grosso do Sul. Os processos já foram concluídos em cinco cidades e, no momento, outras duas estão com os procedimentos em execução.

Alcinópolis, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Ponta Porã e Selvíria foram os municípios que concluíram os atendimentos e estão em processo de homologação.

Aral Moreira, com término do prazo no dia 24 de julho, e Três Lagoas, com término programado para o dia 08 de outubro, são as cidades que passam pela revisão do eleitorado. Vale lembrar que o comparecimento dos eleitores é de caráter obrigatório, sob pena de cancelamento do título de eleitor.

Ainda de acordo com o cronograma da Justiça Eleitoral, até março de 2020, mais 18 cidades passarão pelo processo de revisão, são elas:

Corumbá (01.07.2019 a 11.11.2019);

Ladário (01.07.2019 a 11.11.2019);

Dourados (05.08.2019 a 27.03.2020);

Itaporã (05.08.2019 a 27.03.2020);

Bataguassu (01.10.2019 a 11.11.2019);

Rio Verde de Mato Grosso (07.10.2019 a 14.11.2019);

Chapadão do Sul (14.10.2019 a 21.11.2019);

Miranda (17.10.2019 a 22.11.2019);

Coronel Sapucaia (27.08.2019 a 22.10.2019);

Antônio João (09.09.2019 a 31.10.2019);

Terenos (23.09.2019 a 14.11.2019);

Nioaque (03.02.2020 a 06.03.2020);

Cassilândia (06.02.2020 a 18.03.2020);

Bodoquena (10.02.2020 a 20.03.2020);

Costa Rica (13.02.2020 a 26.03.2020);

Douradina (17.02.2020 a 31.03.2020);

Laguna Carapã (20.02.2020 a 31.03.2020);

Paraíso das Águas (27.02.2020 a 27.03.2020).

BIOMETRIA

A biometria é uma tecnologia que dará ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. O leitor biométrico acoplado à urna eletrônica deve confirmar a identidade de cada eleitor, comparando o dado fornecido (impressões digitais) com todo o banco de dados disponível. A medida torna praticamente inviável a tentativa de fraude na identificação do votante, uma vez que cada pessoa tem impressões digitais únicas.

Lembrando que o cadastramento biométrico é obrigatório, sob pena de cancelamento do título de eleitor. Com isso, o TRE-MS orienta que o eleitor procure o quanto antes os atendimentos, evitando filas e muito tempo de espera.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NORONHA
Isis Valverde relembra foto de biquíni em cenário paradisíaco
FATALIDADE
Vítimas de grave acidente em Bataguassu serão veladas neste sábado
JUSTIÇA
Direitos da criança e do índio são preservados em adoções por indígenas
CAPITAL
Polícia pede prisão de comerciante suspeito de matar o próprio tio
LEGISLAÇÃO
Detran esclarece Lei que permite transferência de multas e pontos na CNH
CORRUPÇÃO
Traficantes acusam polícia paraguaia de cobrar R$ 30 mil para liberar droga
ESPORTES
Mundo Novo abre a 2ª fase da Copa Assomasul de futebol
CORUMBÁ
Justiça nega prisão de médico suspeito de cobrar por cirurgia do SUS
CAMPO GRANDE
Homem agride ex-esposa gestante em posto de saúde e acaba preso
MINISTÉRIO PÚBLICO
Concurso da PRF: após ação, banca convoca mais candidatos negros

Mais Lidas

FRONTEIRA
Pistoleiros são presos após executarem homem a tiros
DOURADOS
Delegado encerra Inquérito e aguarda perícia para saber se tiro que matou bioquímico foi acidental
DOURADOS
AGORA: Homem é baleado no Estrela Verá
FRONTEIRA
Suspeito de ter matado homem encontrado boiando em rio é preso