Menu
Busca quinta, 19 de abril de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CRA
MATO GROSSO DO SUL

Leilão de carros oficiais já gerou R$1,2 mi de economia ao governo

08 outubro 2017 - 16h22Por Da Redação

Mesmo com a substituição gradativa da frota estadual que conta hoje com aproximadamente de 4,6 mil veículos oficiais distribuídos nos 79 municípios do Estado, o Governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD), através da Superintendência de Patrimônio e Transporte, vem investindo em uma ferramenta bastante eficaz no controle de gastos com a manutenção da frota, o leilão reverso. Nos últimos nove meses, a ferramenta produziu uma economia de R$ 1.201.094,01.

Segundo o Superintendente de Patrimônio e Transporte, José Alberto Furlan, de janeiro a setembro deste ano, 6.163 processos de manutenção foram analisados e periciados pela Coordenadoria de Transporte. Na prática, quando um veículo oficial quebra ou requer qualquer tipo de manutenção, o órgão responsável pela utilização daquele veículo, através do seu gestor de frota, abre um processo de manutenção e paralelo a isso já solicita um orçamento em uma das 400 oficinas cadastradas no sistema de gerenciamento de frota do Governo do Estado.

Com orçamento em mãos, o gestor do órgão confere a descrição do serviço que foi solicitado e, aprovado, é encaminhado à coordenadoria de transporte para o início do leilão reverso. Antes, porém, os peritos da SAD avaliam através de perícia técnica se o serviço solicitado é realmente necessário. Com a abertura do leilão reverso, que é totalmente monitorado, inclusive por auditores por meio do sistema, as oficinas cadastradas tem acesso à descrição do serviço, incluindo peças e mão de obra para apresentarem suas propostas. O prazo limite para apresentação de propostas é de até cinco dias, segundo Furlan, mas em casos mais simples, como por exemplo, a substituição de uma bateria, o leilão é finalizado no mesmo dia e devolvido via sistema com a empresa vencedora para que o órgão providencie o empenho.

Em julho, por exemplo, um veículo Focus Sedan da marca Ford, fabricado em 2011, utilizado no trabalho administrativo da Secretaria de Direitos Humanos e Assistência Social, deu entrada no leilão reverso com orçamento estimado em R$ 5.518 com serviço que incluía toda retífica de motor e câmbio e, após três dias, o processo foi finalizado no valor de R$3.144, contabilizando uma economia de R$ 2.378,50 aos cofres estaduais. Ainda em julho, uma Camionete Amarok 4×4 utilizada pelo Departamento Estadual de Trânsito, deu entrada no leilão reverso para o serviço de substituição de lubrificantes e troca de peças do radiador e correia dentada no valor de R$ 3.620 e, após dois dias, o orçamento foi finalizado em R$ 1.792, uma economia real de R$ 1.828.

No início de junho, uma camionete L200 Mitshibish Branca 4X4, com data de fabricação em 2011 utilizada pela Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal no município de Campo Grande, deu entrada no leilão reverso com orçamento inicial de R$ 4.486,00 e teve o processo finalizado em R$ 2.775,00 – totalizando uma economia de R$ 1.711,00. “O leilão reverso é uma ferramenta importante para o governo, porque através dessa ação, que é monitorada e acompanhada por todas as empresas que participam desse processo é que efetivamente conseguimos negociar nos preços de mão de obra, de peças e garantia no serviço oferecido”, garante o secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis.

Entre os 4.600 veículos tradicionais como carros e motocicletas a Coordenadoria de transporte é responsável por gerenciar toda frota do Governo do Estado incluindo caminhões, carretas, motores de popa, embarcações, desencarceradores, escada magirus, motosserra e geradores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EVENTO
UFGD convida estudantes para Diálogos sobre Assistência Estudantil
NOVA ANDRADINA
Acidente com linha de cerol deixa motociclista gravemente ferida
JUSTIÇA
Paciente ganha direito de fazer exame para tratamento de câncer
ITAPORÃ
Ciclista atropelado na MS-156 era morador em Dourados
ECONOMIA
Dólar fecha em alta e volta a encostar em R$ 3,40
O dólar fechou em alta nesta quinta-feira (19), voltando a se aproximar de R$ 3,40, após cair por três dias consecutivos. O dia foi marcado pela agenda esvaziada, o que jogou a atenção dos investidores para a cena política local.
TRÁFICO DE DROGAS
Acampamento ‘distribuidor’ de droga é destruído na fronteira
CAMPO GRANDE
Feto abandonado em quintal de residência é alvo de investigação da polícia
CARGA TRIBUTÁRIA
Simplificação do PIS/Cofins deve ir ao Congresso em maio, diz ministro
FACILIDADE
Banco Central estuda criar sistema de pagamento instantâneo
BARBÁRIE
Tio e sobrinhos são condenados em mais de 55 anos de prisão por matar homem a pedradas

Mais Lidas

ITAPORÃ
Mortos em troca de tiros após assalto eram de Dourados
SEGURANÇA PÚBLICA
Em comunicado, PCC convoca integrantes para “alerta geral”
TENSÃO EM MS
Presos tentam impedir pente-fino na PED, mas agentes fazem ‘limpa’
DOURADOS
Após invadir Ceim, dupla ameaça vigia de morte e rouba equipamentos