Menu
Busca segunda, 22 de julho de 2019
(67) 9860-3221
ARTIGO

Junho Prata: Respeito a maturidade e a sabedoria

17 junho 2019 - 11h31Por Renato Câmara

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela ONU (Organização das Nações Unidas) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. Em Mato Grosso do Sul, a lei 5.215/2018, de nossa autoria, criou o Junho Prata, mês de combate à violência contra a pessoa idosa. A cor se refere ao tom prateado dos cabelos grisalhos, que representam a maturidade e a sabedoria das pessoas com mais de 60 anos.

Através da a Frente Parlamentar em Defesa do Direito das Pessoas Idosas, estamos realizando uma série de ações com os objetivos de sensibilizar e envolver a população no combate à violência contra pessoas que estão na chamada terceira idade.

As atividades incluem a realização de palestras, oficinas envolvendo alunos da Rede Estadual de Educação, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e Unigran, além de visitas a centros de referência no atendimento a idosos, ações de divulgação promovidas pela frente parlamentar e a realização do 4° Seminário Estadual de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa.

Tudo isso por um único objetivo, que é o de unir esforços visando à conscientização sobre a importância do respeito à integridade física e psíquica dos idosos. Todo tipo de violência precisa ser denunciada e investigada, seja ela física, psicológica, sexual, abandono, negligência financeira e maus-tratos.

Levantamento feito pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revelou que, no ano passado, o Disque 100 registrou um aumento de 13% no número de denúncias sobre violência contra idosos, em relação ao ano anterior. De acordo como ministério, o serviço de atendimento recebeu 37.454 notificações, sendo que a maioria das agressões foi cometida nas residências das vítimas (85,6%), por filhos (52,9%) e netos (7,8%). O levantamento mostra ainda que a suscetibilidade das mulheres idosas é maior. Elas foram vítimas em 62,6% dos casos e os homens, em 32,2%. Em 5,1% dos registros, o gênero da vítima não foi informado.

Uma sociedade e considerada ‘velha’ quando ao menos 14% de sua população atinge 60 anos de idade. Mato Grosso do sul deve atingir esse patamar em 2030. No país, as projeções apontam, também, que em 40 anos o percentual de pessoas idosas deve triplicar, aproximando-se de 29,7% da população. Segundo tais projeções, em 2050 haverá duas vezes mais idosos do que crianças na sociedade brasileira.

Esses números deixam claro que construção de uma sociedade melhor e mais justa também passa diretamente pelo respeito aos direitos da pessoa idosa. Para garantir o envelhecimento da população de forma saudável e tranquila, com dignidade, sem temor, opressão ou tristeza, precisamos trabalhar intensamente na prevenção da violência e na identificação e no encaminhamento correto de casos de violência e, em especial, temos que preparar as novas gerações com informações, materiais e recursos educacionais, de forma a assegurar um envelhecimento digno e saudável.

 

(*) – É engenheiro agrônomo, mestre em gestão e produção agroindustrial. Exerce o segundo mandato de deputado estadual pelo MDB

Deixe seu Comentário

Leia Também

AEROPORTO
Governador da Bahia diz que não irá a evento com Bolsonaro
CORUMBÁ
Homem armado é preso por importunar meninas e agredir mulher
ECONOMIA
Governo estuda liberar neste ano até R$ 500 por conta do FGTS
DESCAMINHO
Polícia apreende mais de 3.400 unidades de bebidas sem documentação
COPA DO BRASIL
Athletico e Internacional fazem último jogo em casa
DOURADOS
Homem sofre tentativa de homicídio ao ser baleado nas costas
POLÍTICA
Governador Azambuja recebe embaixador do Reino da Tailândia no Brasil
ACIDENTE
Após sofrer acidente no Paraguai, jovem morre em hospital na Capital
MEDALHA DE OURO
Judoca de MS conquista ouro no Pan-Americano e garante vaga no Mundial
BRASIL
ANTT suspende resolução com novas regras para cálculo de frete mínimo

Mais Lidas

DOURADOS
Homem morre após bater moto em carro parado na Marcelino Pires
AMAMBAI
Morto a tiros em frente a conveniência era 'braço direito' de Jarvis Pavão
RIBAS DO RIO PARDO
Avô e neta morrem após caminhonete bater de frente em carreta
CAPITAL
Acidente entre dois carros e carreta mata motorista na BR-163