Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221
ENCONTRO

Judiciário federal e MPU de todo país discutem reformas em Campo Grande

07 novembro 2017 - 16h05

Trabalhadores do judiciário federal e Ministério Público da União de todo o país vêm esta semana a Mato Grosso do Sul para participar da XXI Plenária Nacional da Fenajufe (federação nacional das categorias), que será realizada em Campo Grande, de quinta a domingo (9 a 12).

As reformas Previdenciária e Trabalhista, a terceirização e assédio moral no ambiente de trabalho serão alguns dos assuntos que serão tratados nesses quatro dias de trabalho.

A XXI Plenária Nacional da Fenajufe será realizada no auditório e salões do Hotel Deville Prime, em Campo Grande. Antônio César Amaral Medina, coordenador administrativo do Sindjufe/MS (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União) afirmou que será um grande privilégio para Mato Grosso do Sul receber aqui lideranças do poder judiciário federal e MPU de todo o país para discutir temas importantes.

Medina informou também que além das reformas, terceirização e assédio moral no ambiente de trabalho em todo o Brasil, os integrantes da plenária vão discutir também o futuro dos profissionais federais que estão ameaçados por projetos de reformas e outras que tramitam no Congresso Nacional.

“O desmonte do poder judiciário será o principal tema abordado nessa nossa plenária de quatro dias aqui em Campo Grande”, afirmou José Ailton Pinto de Mesquita, coordenador jurídico do Sindjufe/MS.

PROGRAMAÇÃO 

O credenciamento dos participantes de todo o Brasil será feito na quinta-feira(9) a partir das 17 horas. Em seguida, depois de um jantar com todos, será formada a mesa de abertura dos trabalhos, às 20h, com a presença de coordenadores representantes das 6 forças da Fenajufe; Sindjufe/MS; representantes da Fonasefe, Fenajud e da coordenadora Cone Sul (FJA e AFJU). Lideranças  de todas as centrais também são convidadas para participar da mesa e dos trabalhos.

Na sexta-feira(10) os trabalhos começam cedo, às 8h30 com a reabertura do credenciamento e logo em seguida, às 9h, discussão sobre o regimento interno e prestação de contas. Depois do almoço, que será servido às 12h, os participantes discutem, às 13h30 a conjuntura (nacional e internacional) do Brasil. Nildo Ouriques e Fagnani estão confirmados para a análise desse período crítico em que atravessamos. Os debates e considerações finais sobre esse tema ocorrerão a partir das 14h20.

As reformas e os ataques a direitos dos trabalhadores entram em debate a partir das 16h30, com os seguintes apresentadores e debatedores: Anfip (reforma da Previdência); Marialane (Reforma Trabalhista e Terceirização); Paulo Douglas vai abordar as consequências das reformas  da Previdência e Trabalhista, com ênfase no PJU e MPU.

No sábado(11) a polêmica questão do “Desmonte do PJU e MPU” entra em debate a partir das 8h30, com as presenças especiais do senador Paulo Paim, César Britto, Plínio de Arruda Sampaio Filho, Daniel Romero, Maria Lúcia Fatorelli e Vera Miranda, que vai abordar o desmonte no PJU e MPU por meio das resoluções dos tribunais, fazendo um link com a destruição da carreira e desfragmentação.
Às 11h desse mesmo dia (11) entra em debate o tema: “Saúde do Trabalhador – assédio moral”, que será abordado por Fernando Feijó e Heloani.

No período da tarde os participantes discutem e elaboram um plano de ações e lutas contra as ameaças que pairam principalmente no Congresso Nacional e nos tribunais, contra os trabalhadores do poder judiciário federal e MPU.

No final da tarde de sábado(11) e na manhã e tarde de domingo (12) serão realizadas plenárias para votação das propostas de resolução.

Do Sindjufe/MS, participarão da XXI Plenária da Fenajufe toda coordenação colegiada, formada por Maria Terezinha Triandópolis, coordenadora executiva; Gabriel Angeramis Vargas Goulart, coordenador financeiro; Eliezer Inácio de Oliveira, coordenador de relações sociais; Jorge Marques Batista, presidente do Conselho Fiscal; Alcilene Cristino Brenn, primeira conselheira fiscal e Sueli Cristina dos Santos Oliveira, segunda conselheira fiscal, além dos coordenadores já mencionados acima, Antônio Medina e José Ailton Pinto de Mesquita e servidores associados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Iluminação Pública
Mesmo com cobrança suspensa, prefeitura prevê R$ 18 milhões com Cosip em 2020
BRASIL
PIB recua 0,8% no trimestre encerrado em maio, diz FGV
DEBATE
Audiência no dia 22 trata de projeto que extingue cargos indígenas
DOURADOS
Recapeamento na rua Cuiabá ‘trava’ em trecho de 10 quadras
TRÂNSITO
Colisão entre carro e caminhão mata motorista na MS-276
YOUTUBER
Kéfera dá "adeus" a vida social por causa de série: "Vai sofrer"
RIO BRILHANTE
Homem tenta atropelar policiais e abandona carro furtado com 410kg de maconha
CAMPO GRANDE
Traficante é presa vendendo maconha próximo a cemitério
DOURADOS
Classes política e empresarial cobram bancada de MS e pedem "socorro" por obras no aeroporto
INTERNACIONAL
Bolsonaro participa da Cúpula do Mercosul na Argentina

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação