Menu
Busca terça, 19 de junho de 2018
(67) 9860-3221
PORTO MURTINHO

Indígenas participam de mutirão que entrega 400 RGs

26 outubro 2017 - 19h05

Em ação do Comitê Gestor Estadual para Erradicação do Sub-registro Civil de Nascimento e Acesso à Documentação Básica (Ceesrad/MS), que acontece até esta sexta-feira (27.10), em Porto Murtinho, 400 indígenas estão sendo cadastrados para a emissão da primeira via do Registro Geral (RG).

Em um primeiro momento os dados estão sendo coletados para a posterior emissão do documento. A entrega é prevista já para o mês de novembro, nas aldeias. Em conjunto, técnicos do Ceesrad/MS, que é ligado à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), e da prefeitura de Porto Murtinho, realizam o trabalho que envolve indígenas das aldeias Tomazia, Barro Preto, São João, Alves de Barros, Campina e Córrego de Ouro.

Também, neste semestre, outra ação do Ceesrad/MS cadastrou e entregou 279 documentos para indígenas de Antônio João, Caarapó, Bela Vista e Ponta Porã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Copa do Mundo tem hoje últimas estreias e o início da 2ª rodada
CAMPO GRANDE
Soltos pela justiça, casal volta a ser preso por assassinato de deficiente
CONCURSO
Inscrições para 500 vagas na Polícia Federal começam nesta terça
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
UAU
Jessica Ellen faz ensaio nu e celebra "iniciar novos ciclos"
PARANHOS
Calote em venda de fazenda teria motivado atentado a prefeito
JUSTIÇA
Acusado de tentativa de homicídio vai a júri popular nesta terça-feira
ECONOMIA
Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões pela prática de “geopricing”
TRÊS LAGOAS
Dupla armada rende funcionária de clínica para roubar caminhonete
FRONTEIRA
Jovem tem cabelo cortado e acusa duas mulheres de agressão

Mais Lidas

PARANHOS
Testemunha de atentado a prefeito é executada
DOURADOS
Polícia fecha boca de fumo e prende homem no Clímax
SOLIDARIEDADE
Douradense busca ajuda para conseguir manter a família
DOURADOS
Mulher é presa em posto de saúde com moto furtada há dois anos