Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
CRIME AMBIENTAL

Homem é multado em R$ 7 mil por desmatamento

17 setembro 2019 - 16h50Por Da Redação

A Polícia Militar Ambiental de Batayporã realizou fiscalização nas propriedades rurais do município, visando ao combate ao desmatamento ilegal e prevenção ao tráfico de papagaios e localizou hoje (17), uma área desmatada, que medida com uso de GPS perfez 0,471 hectares destruídos, dentro de área protegida de reserva legal e no bioma Mata Atlântica.

O infrator, de 53 anos, residente na propriedade rural, suprimiu a vegetação há algum tempo, abrindo um corredor com a finalidade de manejo de gado bovino.

A madeira proveniente da vegetação desmatada não estava mais no local. Ele foi autuado e recebeu multa administrativa total de R$ 7 mil.

O autuado também responderá por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção. Além disso, ele foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NA FRONTEIRA
Moradora de rua tem parte do corpo queimado em incêndio criminoso
INFECÇÃO VIRAL
Casos suspeitos de coronavírus no Brasil saltam de 20 para 132, diz governo
MAIS DE 30KG
Maconha que seria entregue no Paraná é apreendido em Caarapó
LOTERIA
Veja os números sorteados na Mega-Sena; prêmio é de 200 milhões
CAPITAL
Polícia investiga estupro de mulher em terreno baldio
ECONOMIA
Reabertura dos EUA para carne brasileira é oportunidade para MS
PONTA PORÃ
Homem é executado com tiros de metralhadora na fronteira
PAGAMENTO
Salários de servidores estaduais serão pagos no próximo sábado
IMUNIZAÇÃO
Vacinação contra a gripe é antecipada por causa do coronavírus
REGIÃO
Traficante que consumia drogas na presença do filho de 2 anos é preso

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira