Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
JUSTIÇA

Homem é condenado a 10 anos por tentativa de homicídio contra esposa

09 novembro 2018 - 20h50Por Da Redação

Em decisão tomada nesta sexta-feira, dia 09 de novembro, pela 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, o réu P.B. da S. foi condenado pela tentativa de homicídio de E.C.S. dos S. Os jurados decidiram pela condenação do réu pelo crime de tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, com recurso que dificultou a defesa da vítima, e agravante, pois a vítima era sua convivente.

O Ministério Público requereu a condenação por homicídio qualificado nos termos da pronúncia. Sustentou a defesa do acusado a tese de desclassificação e, subsidiariamente, a exclusão das qualificadoras.

Ao final, o Conselho de Sentença, por maioria de votos declarados, acompanhou a tese do MP e condenou o acusado na tentativa de homicídio qualificado.

O acusado foi condenado nas sanções do art. 121 (homicídio), §2º, incisos II (motivo fútil) e IV (recurso que dificultou a defesa da vítima), c/c art. 14, inciso II (forma tentada), com o aumento do art. 61, inciso II, alínea "f" (com abuso de autoridade ou prevalecendo de relações domésticas). O magistrado titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, fixou a pena em 10  anos de reclusão, em regime fechado.

Foi considerado o fato de que P.B. da S. se envolveu em novo crime, um caso de estupro contra outra esposa. Ele não compareceu ao plenário e está com prisão decretada.

Denúncia – Narra a denúncia que no dia 3 de março de 2015, às 20 horas, na Rua Raul Brunini, Vila Margarida, P.B. da S. tentou matar E.C.S. dos S. mediante golpes de faca.

Segundo o processo, acusado e vítima eram conviventes e, no dia dos fatos, tiveram uma discussão decorrente de ciúmes, em razão da vítima ter saído em público com um short curto que P.B. da S. não a permitia que usasse. Durante a contenda, o acusado pegou uma faca e desferiu diversos golpes na vítima, atingindo-a nas axilas, costas, peito, pescoço e abdômen.

O réu foi pronunciado no artigo 121, §2º, incisos II e IV, c/c artigo 14, inciso II e artigo 61, inciso II, alínea “f”, todos do Código Penal, mas em abril de 2017 a infração foi desclassificada para lesão corporal de natureza grave (art. 129 § 1º, inciso I do CP).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Aéreas brasileiras transportaram 103 milhões de passageiros em 2018
COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica
TELEVISÃO
Vanderson sai da casa para depor e é desclassificado do BBB19
CORUMBÁ
Homem é autuado por maus tratos a cavalo
PRIORIDADES
Onyx apresenta 35 metas para os primeiros 100 dias de governo

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento
TRÁFICO
Carga de cocaína apreendida na BR-463 poderia render até R$ 47 milhões no Brasil