Menu
Busca quarta, 14 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
PONTA PORÃ

Grupo é preso com veneno e pneus contrabandeados

01 junho 2015 - 08h57

Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) prenderam quatro pessoas na tarde de sábado (30) acusados por contrabando. Eles levavam carga de veneno avaliada em R$ 200 mil e 148 pneus. O flagrante ocorreu numa estrada vicinal próximo a cabeceira do Rio Apa, em Ponta Porã.

De acordo com o registro policial, durante patrulhamento de rotina na região por volta das 17h, a equipe abordou um Mitsubishi L200 Triton de cor preta, com placas de São Paulo/SP, conduzido por Fabio de Araújo Martins, 35, acompanhado de Alan Carlos Nogueira de Souza, 37, e Nivaldo Dias da Silva, 35.

Atrás deles, trafegava o Ford Cargo de cor cinza, com placas de Aral Moreira, conduzido por Robson Rod Lopes, 43. Em vistoria no caminhão, foram localizados 148 pneus e 1.180 quilos de veneno contrabandeados do Paraguai.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão aos autores e encaminhados juntamente com os veículos e as matérias apreendidos até a delegacia de Polícia Federal de Ponta Porã, onde foram autuados em flagrante por contrabando.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Posse de Bolsonaro será às 15h de 1º de janeiro, diz Eunício
SELEÇÃO
CBF divulga numeração para últimos amistosos do ano
FISCALIZAÇÃO
Ação contra comércio de pneus usados apreendeu produtos em lojas de Dourados e Campo Grande
LAVA JATO
Lula será interrogado hoje pela juíza que substitui Sérgio Moro
DOURADOS
Polícia faz ação em ‘favelinha’ em busca de criminosos
NOVEMBRO AZUL
'Papo Aberto' acontece nesta quarta-feira, na Unidade 2 da UFGD
TELEVISÃO
Masterchef Profissionais: André é eliminado e Paola cai em prantos
RIO BRILHANTE
Prefeito anuncia corte do próprio salário em 10%
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 33 milhões nesta quarta-feira
ENCONTRO
Azambuja e outros governadores se reúnem hoje com presidente eleito Bolsonaro

Mais Lidas

PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada
PEDRO JUAN CABALLERO
Vídeo mostra momento em que advogada é atingida por pistoleiros
FRONTEIRA
Advogada de Pavão e Marcelo Piloto é alvo de atentado com 14 tiros