Menu
Busca segunda, 24 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
LOGÍSTICA

Governo e Rumo ALL traçam metas para ferrovia competitiva

22 junho 2015 - 15h30

Da Redação

Após anunciar a criação do ‘Pacto pelo Desenvolvimento da Rede Ferroviária’ com a empresa Rumo ALL, no último dia 11 de junho, o Governo do Estado se reuniu novamente na manhã de hoje (22) com a empresa para a apresentação e discussão do Pacto. O encontro aconteceu na Governadoria e teve a participação de representantes da bancada federal e dos senadores Simone Tebet e Waldemir Moka.

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja durante o encontro foram apresentados os estudos e as condições da ferrovia que o Grupo Cosan (Rumo Logística) herdou com a fusão com a América Latina Logística (ALL) e que já foi estipulado um prazo de 60 dias para apresentação de um projeto. “No dia 24 de agosto vamos apresentar os investimentos necessários e os passos que daremos para que Mato Grosso do Sul tenha uma ferrovia competitiva e viável”, disse. Ainda segundo Reinaldo o mais importante é que o estudo irá mostrar a cada parceiro o compromisso de cada um, ou seja, do Governo Federal, da bancada, da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), do Estado e da Rumo ALL com a iniciativa privada.

A previsão é de que a Rumo realize os estudos de investimentos e o Estado faça o licenciamento ambiental de alguns trechos que necessitem de desapropriação para retificação do traçado da ferrovia.

Para o presidente da Rumo, Júlio Fontana, ferrovia só existe se há movimentação e Mato Grosso do Sul é um estado sempre viável para a empresa, pela economia forte. “A única questão é que atualmente temos um problema geográfico de concentração de carga no sul do Estado. O que torna mais fácil e barato ir de caminhão até o Paraná e exportar pelo Porto de Paranaguá, mas se houver a possibilidade de vir para Campo Grande e usar a ferrovia que está disponível obviamente que isso será feito”, ponderou.

Ainda segundo Fontes atualmente transporta-se celulose em maior quantidade que anteriormente, o transporte de minério continua normal, mas o único produto que não trafega por questão de segurança é o combustível. “Pela condição da malha e não vamos colocar em risco a população nem o meio ambiente”, explicou.

Rumo ALL e MS

O Governo do Estado e a bancada federal tem lutado contra a desativação das linhas ferroviárias em Mato Grosso do Sul, a redução das atividades e de uma possível quebra de contratos, advindos da fusão da Rumo com a ALL, concessionária responsável pelo trecho ferroviário Corumbá/MS – Bauru/SP.

Atualmente a empresa já demitiu 20% do quadro de trabalhadores do setor no Estado e transferiu funcionários para outras regiões. Enquanto alega que o andamento da ferrovia sul-mato-grossense depende da demanda de produtos, a Rumo ALL anunciou no início deste mês um investimento de R$ 2 bilhões na malha ferroviária do Paraná, nos próximos cinco anos. A aplicação dos recursos resultará em aumento de 60% no volume transportado pelos trilhos paranaenses e o montante faz parte de um pacote que pode chegar a R$ 8 bilhões, em todo o País. No entanto, a Rumo ALL havia feito qualquer investimento em Mato Grosso do Sul.

No último dia 11 de junho, após encontro com dirigentes da ANTT e com Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o governador Reinaldo Azambuja encontrou o presidente da Rumo/ALL, em São Paulo, onde buscou informações sobre o plano de investimentos da empresa para o Estado. Do encontro resultou o ‘Pacto pelo Desenvolvimento da Rede ferroviária’, que elaborará um plano de viabilidade para o desenvolvimento do modal ferroviário que atenda as demandas de MS.

A linha Corumbá/MS – Bauru/SP é um importante eixo logístico para escoamento da produção de Mato Grosso do Sul, especialmente para as commodities de minério de ferro, complexo de soja e complexo de celulose e para o transporte de combustíveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Segunda-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
FAMOSOS
Luisa Sonza relata críticas após procedimento: 'Acharam feio'
MEDIDA
ANP vai fazer consulta para substituir GNL importado por gás doméstico
LADÁRIO
Três pessoas ficam feridas em capotagem de carro
INVESTIGAÇÃO
Polícia Federal reforça versão de que agressor de Bolsonaro atuou sozinho
CAPITAL
Carreta tomba com 27 toneladas de agrotóxico
POLÍTICA
Temer viaja a Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU; Toffoli assume Presidência
PONTA PORÃ
PM recebe solicitação por desentendimento familiar e captura foragido
CAPITAL
Homem é encontrado morto com tiro na cabeça
TRÁFICO DE DROGAS
PRF apreende 42kg de maconha e skank após fuga de condutor

Mais Lidas

DOURADOS
Amiga de jovem encontrada morta é presa acusada por tráfico e por alterar a cena do crime
TEMPORAL
Chuva e ventos fortes derrubam árvores em Dourados
POLÍCIA
Presos em Dourados são transferidos para capital
POLÍCIA
Homem sofre tentativa de homicídio em Dourados