Menu
Busca segunda, 23 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
SAÚDE

Governo inaugura 10 leitos de UTI e assina convênios para Maternidade Candido Mariano

07 julho 2015 - 11h54

O Governo do Estado de Mato Grosso do Sul inaugurou nesta terça-feira (07) 10 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na Maternidade Candido Mariano em Campo Grande. Além dos novos leitos o governador Reinaldo Azambuja também assinou dois convênios, sendo um no valor de R$ 52.150,00 mil mensais para o custeio de equipamentos para os novos leitos e também o convênio de R$ 768.840,00 referente aos repasses para o custeio do hospital referentes ao período de janeiro a junho.

A solenidade também contou com a presença do secretario de estado de saúde Nelson Tavares, do prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte, do diretor administrativo da maternidade Candido Mariano, Alfeu Duarte de Souza.

Para o governador Reinaldo Azambuja, a inauguração de novos leitos demonstra os esforços do poder publico em garantir de forma imediata estrutura e atendimento em saúde para a população. “É uma lógica que estamos construindo tanto em Campo Grande como no interior. Precisamos estruturar e ampliar o numero de leitos aportar recursos novos para aumentar o atendimento para a população. Firmamos um convênio com a maternidade pois a demanda de neo natal atualmente é muito grande. O Estado assume este compromisso em repassar recursos para custear os equipamentos das novas UTIs além de um convênio mensal para custeio do hospital de mais R$ 120 mil”, disse o governador.

O governador também destacou os trabalhos que o Governo do Estado vem desenvolvendo para fortalecer e estruturar a rede Neonatal para Mato Grosso do Sul que hoje conta como polo de atendimentos o município de Dourados e a capital Campo Grande.

“Em Dourados nós vamos ampliar leitos de UTI Neonatal também, por se tratar de um dos polos de atendimento para vários municípios da região. Estamos montando uma estratégia não apenas para Campo Grande e Dourados, mas também polos que fiquem localizados na região de fronteira, como Ponta Porã, no Pantanal que seria Corumbá e para firmar a regionalização, no município de Três Lagoas. Estamos desenhando esta rede para que tenhamos no mínimo seis polos voltados para a alta complexidade, que englobam as UTIs Neo Natal e Adulto. É necessária a autorização do Ministério da Saúde para que estes projetos sejam viabilizados, mas enquanto isso Estado aportará recursos para que dentro de um ano tenhamos os outros polos estruturados para estes atendimentos à população”, destacou Reinaldo.

A Maternidade Cândido Mariano é a principal referência em gestação de alto risco. Entidade filantrópica, o Hospital possui mais de 70% de seu atendimento voltado a pacientes oriundos do Sistema Único de Saúde. Atualmente o Governo do Estado garante recursos mensais no valor de R$ 128.140,00 para custeio de materiais.

Com um total de 170 leitos ativos, a Maternidade realiza mais de 800 internações e, em média, seis atendimentos por mês, entre consultas ambulatoriais, emergências, exames, vacinas, ultrassonografia, mamografia, fonoaudiologia, fisioterapia, banco de leite humano e outros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Luísa Sonza exibe boa forma em passeio de iate e ganha elogios
APOSENTADORIA
Reforma da Previdência pode ser votada em 1º turno nesta terça-feira
PONTA PORÃ
Veículo blindado roubado em São Paulo é recuperado na região de fronteira
FOGO
Helicópteros entram em operação no combate às queimadas no Pantanal
MARACAJU
Homem é preso por receptação e polícia recupera caminhão furtado
ECONOMIA
Termina hoje prazo para cliente da Caixa autorizar saques do FGTS
OPORTUNIDADES
Concursos: 17 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 1.500 vagas
OPERAÇÃO BOCAIÚVA
Ação apreende 11 filhotes de papagaios e aplica multa de R$ 60 mil
MEIO AMBIENTE
Semana da Árvore termina com plantio de mudas no Antenor Martins
FLAGRANTE
Guarda Municipal flagra "festinha social" lotada de menores

Mais Lidas

TRÁFICO
Polícia fecha "boca" e prende mulher seis dias após ela sair da prisão
DOURADOS
Em meio a crise do transporte escolar, responsável pela frota é exonerado
TRAGÉDIA
Criança morre em hospital e polícia investiga estupro de vulnerável
FLAGRANTE
Dupla é presa com espingardas e munições dentro de veículo