Menu
Busca domingo, 20 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
TERROR

Governo dos Estados Unidos confirma morte de filho de Osama bin Laden

14 setembro 2019 - 17h40Por G 1

Hamza bin Laden, o filho apontado como sucessor de Osama bin Laden, foi morto em uma operação norte-americana de combate ao terrorismo, confirmou neste sábado, dia 14 de setembro, o governo dos Estados Unidos.

A operação ocorreu na região da fronteira entre Afeganistão e Paquistão, mas o governo norte-americano não especificou a data em que ela ocorreu. A imprensa já tinha anunciado a morte dele no fim de julho deste ano, citando fontes anônimas.

O comunicado do governo de Donaldo Trump afirma ainda que "a perda de Hamza bin Laden não apenas priva a Al-Qaeda de importantes habilidades de liderança e da conexão simbólica com o pai dele, mas prejudica importantes atividades operacionais do grupo".

A Al-Qaeda, comandada por Osama bin Laden, foi a rede que perpetrou o atentado ao World Trade Center em setembro de 2001, deixando cerca de 3 mil mortos.

Príncipe-herdeiro da Jihad

Em fevereiro deste ano, os Estados Unidos anunciaram uma recompensa de US$ 1 milhão por informações sobre o paradeiro de Hamza, que tinha cerca de 30 anos, ao catalogá-lo como um dirigente em ascensão no grupo extremista Al-Qaeda.

Há documentos - entre eles, as cartas reveladas pela agência France Presse em 2015 - que mostram que Osama Bin Laden pretendia que Hamza tivesse êxito à frente da Jihad global antiocidental. Por isso, ele costuma ser chamado de "príncipe-herdeiro da Jihad". Ela já tinha expressado o desejo de vingar a morte do pai, morto em 2011 por soldados norte-americanos no Paquistão.

A localização de Hamza bin Laden foi alvo de especulações por anos. Autoridades receberam informações de que ele estaria no Paquistão, no Afeganistão ou, até mesmo, em prisão domiciliar no Irã.

No fim de 2017, a CIA revelou arquivos do líder jihadista apreendidos durante a operação americana em 2011, na qual o extremista foi morto no Paquistão. Entre eles, está um vídeo do casamento de Hamza, aparentemente no Irã.

A noiva seria a filha de Mohammed Atta, um dos suicidas que pilotava um dos aviões que se chocaram contra as Torre Gêmeas de Nova York em 11 de setembro de 2001.

Hamza era filho de Khairiah Sabar, uma das três viúvas de Osama, segundo o "The Guardian". Ele era o décimo quinto filho dos 20 do terrorista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMPASSE
Representantes da UFGD recorrem à bancada federal para nomeação de reitor
10 MESES
Bombeiros encontram mais um corpo da tragédia em Brumadinho
INVENTÁRIO
Juiz da Capital pode estar ligado a mais um esquema de corrupção
UEMS
Dourados sedia na próxima semana o IV Congresso de Línguas
INTERNACIONAL
Incerteza sobre 4º mandato de Evo marca eleição amanhã na Bolívia
Céuzinho
Jovem sobrevive após cair de altura de 20 metros em cachoeira
JUDICIÁRIO
Gilmar Mendes suspende lei municipal que barrava ensino de gênero
CAPITAL
Aquaplanagem pode ter causado acidente que matou violeiro, diz motorista
UEMS
Semana Técnica de Computação começa segunda-feira em Dourados
CRIMINOSOS
‘Escritório’ da falsificação: Preso tinha contratos com grupo de estelionatários

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Empresário é executado por pistoleiros na fronteira
CAMPO GRANDE
Cantor Ivo de Souza morre em acidente no macro anel da BR-262
DOURADOS
Homem é assaltado por travesti após parar carro no Centro
DOURADOS
Mãe de criança morta após parto segue internada sob escolta