Menu
Busca terça, 19 de junho de 2018
(67) 9860-3221
DEBATE

Fortalecimento da cadeia produtiva da Guavira será tema de debate em Bonito

13 setembro 2017 - 18h50

No nome da canção, do festival ou da premiação a escritores que se destacam no cenário de Mato Grosso do Sul, a Guavira agora também pode se tornar fruto de símbolo do Estado. Por sua relevância e até potencial econômico, a frutinha terá sua importância debatida em audiência pública em Bonito.

A proposta apresentada pela Assembleia Legislativa, por intermédio do deputado Renato Câmara (PMDB), em parceria com a Prefeitura e Câmara Municipal de Bonito, tem o objetivo de debater o fortalecimento e preservação dos guavirais e o aproveitamento comercial do fruto pela agricultura familiar.

A audiência será realizará no dia 15 de setembro às 08h30 no plenário "Tetê Faria". Em Bonito, a fruta é utilizada na composição de pratos tradicionais, sorvetes, picolés, drinques e os mais antigos até utilizam a guavira para fins medicinais. Tamanha sua importância e tradição, a guavira já conquistou o privilégio de ter um festival em sua homenagem.

Geralmente realizado em novembro, época de colheita da fruta, o Festival da Guavira de Bonito é uma mistura de cultura e gastronomia. Além da variedade de pratos feitos com base na fruta, o festival ainda agrega música tradicional e exposição do artesanato local.

Com a diminuição dos guavirais em decorrência da expansão da pecuária, das lavouras e do crescimento populacional, especialistas acreditam que a melhor maneira de conservar a planta é viabilizar o seu cultivo do ponto de vista econômico, para consumo próprio e para comercialização.

Projeto de lei

O projeto de lei apresentado por Renato Câmara propõe que a Guavira seja reconhecida como fruta símbolo de MS. Conforme Renato Câmara, na prática, a proposta autoriza a inclusão da guavira em todas as divulgações turísticas do Mato Grosso do Sul, veiculadas dentro e fora do Estado.

Para o deputado, o projeto de lei também vai fortalecer o nome da fruta e possibilitará a realização de eventos e festivais gastronômicos com o tema, gerando ocupação e renda e valorizando a cultura sul-mato-grossense.

"A guavira é uma fruta típica do cerrado, de modo que com o presente projeto de lei ela terá valor simbólico cultural para o povo sul-mato-grossense. A fruta é apreciada por milhares de pessoas e nada mais justo do que esse reconhecimento", destacou o deputado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Soltos pela justiça, casal volta a ser preso por assassinato de deficiente
CONCURSO
Inscrições para 500 vagas na Polícia Federal começam nesta terça
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
UAU
Jessica Ellen faz ensaio nu e celebra "iniciar novos ciclos"
PARANHOS
Calote em venda de fazenda teria motivado atentado a prefeito
JUSTIÇA
Acusado de tentativa de homicídio vai a júri popular nesta terça-feira
ECONOMIA
Decolar.com é multada em R$ 7,5 milhões pela prática de “geopricing”
TRÊS LAGOAS
Dupla armada rende funcionária de clínica para roubar caminhonete
FRONTEIRA
Jovem tem cabelo cortado e acusa duas mulheres de agressão
LAVA JATO
PF indicia ex-procurador Marcelo Miller e Joesley Batista por corrupção

Mais Lidas

PARANHOS
Testemunha de atentado a prefeito é executada
DOURADOS
Polícia fecha boca de fumo e prende homem no Clímax
SOLIDARIEDADE
Douradense busca ajuda para conseguir manter a família
DOURADOS
Mulher é presa em posto de saúde com moto furtada há dois anos