Menu
Busca quarta, 13 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
CULTURA

Festival traz a Bonito espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas

16 junho 2019 - 18h15Por Da redação

O Festival de Inverno de Bonito 2019 traz uma ampla programação de dança, com espetáculos que abordam a dança contemporânea, performances esportivas e artísticas, a Bossa Nova e a rica cultura brasileira, representados por companhias e artistas de renome nacional e internacional.
Inspirado na Bossa Nova, o espetáculo “O que ainda guardo” será apresentado pela Quasar Cia. De Dança no dia 27, às 19 horas, no Palco da Praça. Segundo o diretor coreográfico, Henrique Rodovalho, é um espetáculo essencialmente brasileiro. “É o som que dá ritmo aos corpos. Unindo-se às composições, podemos destacar o talento e sagacidade que energizam os dançarinos da companhia. Por trás desse diálogo, encontramos riquezas culturais de valor inestimável”.

A apresentação ainda traz elementos que falam sobre os 30 anos de existência da Quasar e suas características marcantes. “Estilo do movimento, o humor e a leveza na dança. O que nos faz sermos reconhecidos e admirados até hoje por onde nos apresentamos”, comenta Rodovalho.

Os 30 anos da Quasar coincidem com os 60 anos da Bossa Nova. A encenação não guarda um relato linear. “As letras das canções de Bossa Nova foram pontos-chave para que um tipo de movimento se arquitetasse entre coreógrafo e intérpretes. Os temas abordados pelos compositores, muitos deles singelos e ligados a um cotidiano ingênuo e pueril, na trilha sonora são cantados como se fossem conversas entre amigos. A maneira coloquial de fazer poesia inspirou um tipo de movimentação que permeia toda obra. A partir daí o espetáculo foi se revelando como um diálogo provocativo e nada previsível, entre temas, canções e coreografias”, explica Henrique.

João Rafael Neto apresenta “Bolero de 4”, nos dias 25 e 27, espetáculo que une a prática esportiva com a dança contemporânea. O intérprete-criador João Rafael Neto realiza uma performance com sua bicicleta BMX, desenvolvendo uma linguagem própria, que desloca o esporte para o ambiente artístico e vice-versa. “Não é um espetáculo livre, é uma coreografia fechada. É a expressão desse meu relacionamento com a bicicleta. Deixa de ser uma bicicleta para ser minha parceira de cena”, explica o bailarino.

João Rafael pesquisa o hibridismo entre as técnicas de movimento, as novas tecnologias e os esportes urbanos, pilares para a sua criação coreográfica. A direção artística é assinada por Luiz de Abreu, cujos trabalhos já foram apresentados em diversos países, como Croácia, Mali, Alemanha e França.

Sobe ao Palco da Praça no dia 28, às 19 horas, o aclamado artista brasileiro Antônio Nóbrega, com o espetáculo “Com Passo Sincopado”. Por meio de performances, vídeos e falas, Nóbrega apresenta o seu pensamento sobre uma dança brasileira contemporânea sistematizada a partir do encontro de matrizes corporais populares – passos, giros, meneios, molejos, gingados, etc. – com princípios técnicos, práticas e procedimentos formais provenientes das várias linguagens de dança tanto do Ocidente quanto do Oriente.

Tomando ainda a dança no Brasil como ponto de partida de estudo e reflexão, Nóbrega, em “Com passo Sincopado”, esboça também uma interpretação da cultura brasileira levando em conta tanto a sua ascendência ocidental ou europeia – classe dominante, letrada – quanto a popular – marginal e de substrato oral.

Nascido em Recife, começou a estudar violino aos oito anos. Em 1971, Ariano Suassuna convidou-o para integrar o Quinteto Armorial. A partir daí, passou a estudar o universo da cultura popular e a criar espetáculos de teatro, dança e música nela referenciados. Recebeu diversos prêmios, entre eles o Shell de Teatro, o Tim de Música, APCA, Mambembe, Conrado Wessel, Governador do Estado de São Paulo.

Com seus espetáculos, o artista tem viajado pelo Brasil e outros países. Recebeu duas vezes a Comenda do Mérito Cultural. Tem 12 CDs gravados e três DVDs. Em novembro de 1992, fundou com Rosane Almeida – atriz, bailarina e sua esposa – o Instituto Brincante, em São Paulo. Em 2014, o cineasta Walter Carvalho realizou o longa-metragem Brincante, dedicado à sua trajetória artística.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMERGENTES
Bolsonaro recebe hoje líderes do Brics para reunião de cúpula do bloco
RIO BRILHANTE
Mulher tem orelha cortada pelo marido durante agressões dentro de casa
EDUCAÇÃO
Inep divulga nesta quarta-feira os gabaritos oficiais do Enem
BELA VISTA
Suspeito de estupro é atropelado, agredido e morto a facadas
TEMPO
Quarta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
TRÊS LAGOAS
Homem não aparece para trabalhar e é encontrado morto em fazenda
LIMITE MAIOR
Senado Federal aprova saque do FGTS de até R$ 998; texto vai à sanção
ANTT
Agência adia decisão sobre redução de pedágio na rodovia BR-163
POLÍTICA
Comissão vota contra MP que desobriga publicar balanços em jornais
CAMAPUÃ
Polícia prende motorista com 732 quilos de maconha em rodovia

Mais Lidas

DOURADOS
Morto em acidente prestava serviços a indústria e teria invadido pista contrária
DOURADOS
Homem sofre acidente de trabalho e morre após ter 80% do corpo queimado
DOURADOS
Polícia prende cadeirante que comandava quadrilha formada por menores
DOURADOS
Ex-secretário de Saúde e empresário são levados à PED e defesas tentam liberdade