Menu
Busca sábado, 14 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
BRASIL

Fachin rejeita pedido de suspeição de Janot para atuar em casos envolvendo Temer

13 setembro 2017 - 15h05

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin manteve hoje (13) a decisão em que negou pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer para considerar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, suspeito para atuar nas investigações relacionadas ao presidente.

Ao proferir novamente voto na sessão desta tarde, Fachin, que é relator do caso, manteve a rejeição do pedido da defesa de Temer e entendeu que Janot não é parcial na condução das investigações.

Sobre a suposta atuação do ex-procurador Marcelo Miller como "agente duplo" em favor da empresa JBS durante o período em que trabalhava no Ministério Público Federal (MPF), o ministro disse que não é possível concluir que Janot teve responsabilidade no caso.

Antes de chegar ao plenário, o pedido de suspeição de Janot foi rejeitado individualmente pelo ministro. Ao apresentar defesa no caso, Janot disse que as acusações dos advogados de Temer são "meras conjecturas".

No voto proferido nesta tarde, Fachin também disse que não é o momento adequado para avaliar a legalidade das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, da JBS, em um encontro com o presidente, conforme deseja a defesa de Temer.

Segundo o relator, o fato de a Câmara dos Deputados ter rejeitado a primeira denúncia feita por Janot contra Temer impede a abertura do caso para avaliação das provas, que ficarão suspensas até o presidente deixar o cargo.

Após o voto de Fachin, oito ministros proferem seus votos. Luís Roberto Barroso, que participa nesta semana de uma viagem acadêmica aos Estados Unidos, não votará.

No início do julgamento, a defesa do presidente Temer voltou a afirmar que Janot agiu de forma parcial nas investigações envolvendo o presidente. Ao subir à tribuna da Corte, o advogado Antônio Claudio Mariz, representante de Temer, disse que a prisão dos empresários Joesley e Wesley Batista, cujas delações baseiam as acusações, podem indicar que Janot não teve os devidos cuidados na investigação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MUNICÍPIOS
Caracol recebe neste sábado asfalto, veículo e equipamentos para saúde
MUNDIAL DE CLUBES
Al Hilal vence e encara Flamengo nas semifinais
BRASIL
Lei extingue multa extra de 10% do FGTS por demissão; entenda
DEODÁPOLIS
Policial Militar, morador em Fátima do Sul, sofre AVC durante plantão
ELEIÇÕES
Em ato de filiação de Délia, Delcídio do Amaral se lança candidato ao governo
CAPITAL
Bêbado, motorista invade preferencial, atropela motociclista e tenta fugir
BENEFÍCIO
Caixa começa pagar auxílio emergencial a pescador na próxima segunda
RIO BRILHANTE
Professor embriagado capota carro e criança é socorrida em estado grave
UFGD
Filme “Ensaio sobre a Cegueira” será debatido neste sábado no Cineclube
NOVA ANDRADINA
Populares encontram mulher morta no Assentamento Teijin

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados