Menu
Busca terça, 13 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
DESTINOS

Estado soma 47 municípios no novo Mapa do Turismo Brasileiro

14 setembro 2017 - 19h50

O mapa do turismo do Mato Grosso do Sul passa a contar com 47 municípios, distribuídos em nove regiões turísticas. Em comparação ao ano passado, o estado inseriu quatro cidades com vocação turística no documento.

O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14) pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.

O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.

"O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur", afirmou o ministro do turismo.

A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.

De acordo com o novo mapa, 17 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Dourados e Ponta Porã.

Os demais 30 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASA PRÓPRIA
Caixa suspende Minha Casa Minha Vida para faixa intermediária
INDUBRASIL
Polícia caça suspeito de matar diarista investigada por latrocínio
JUSTIÇA ELEITORAL
TSE dá 3 dias para Bolsonaro esclarecer 'inconsistências' em contas
UFGD
Abertas inscrições para doutorado em Biotecnologia e Biodiversidade
BRASILÂNDIA
Estudantes de escola de MS criam dicionário de línguas indígenas
JUSTIÇA
Calúnia e difamação em rede social geram dano moral a usuário
ECONOMIA
Dólar fecha em alta de quase 2% e ultrapassa R$ 3,80
BRASIL
Agricultura deverá assumir pesca, pequenos produtores e Incra
FUTEBOL MS
Às vésperas do Arbitral, apenas em estádio está apto para o Estadual Série A
CLIMA
Dourados tem novo dia quente com sensação térmica próxima dos 40ºC

Mais Lidas

ÑU VERA
Homem morre em Dourados após bebedeira
ANGÉLICA
Jovem morre atropelado durante o trabalho em pátio de usina
PEDRO JUAN
Advogada de narcotraficantes brasileiros morre após atentado na fronteira
PARAGUAI
Polícia paraguaia acredita que pistoleiros brasileiros mataram advogada