Menu
Busca terça, 19 de novembro de 2019
(67) 9860-3221
ASSEMBLEIA

Escola Bilíngue para Surdos passa pela CCJR e segue a plenário

15 junho 2019 - 13h09Por Da Redação

Em reunião na quarta-feira (12), os deputados membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) receberam seis projetos para relatoria e devolveram a análise de outros 12 projetos, sendo o destaque para o Projeto 125/2019, de autoria do deputado Capitão Contar (PSL), que dispõe sobre a criação de Escolas Bilíngues para Surdos em Mato Grosso do Sul.

A proposta recebeu parecer favorável do relator deputado Marçal Filho, que teve voto acompanhado pelo deputado João Henrique (PL).  Por outro lado, o deputado Barbosinha (DEM) apresentou voto em separado contrário ao projeto, alegando vício formal e falta de previsão quanto ao impacto econômico, além de gerar ônus ao Executivo. Seu voto foi acompanhado por Gerson Claro (PP) e pelo presidente da CCJR, Lidio Lopes (PATRI). A matéria segue para apreciação dos demais deputados em plenário.

Também de autoria do deputado Capitão Contar, quem também estava acompanhando a reunião, segue a plenário por ter recebido parecer favorável o Projeto de Lei 100/2019, que dispõe sobre licitações e contratos da administração direta, autarquias e fundações do Estado. Apesar do parecer, a maioria dos votos foi pela não tramitação do projeto, com argumentação do voto revisado pelo Barbosinha em que alega que a competência de legislar por tal matéria é da União. Para ser arquivado, um projeto precisa receber votos contrários unanimemente.

Outro projeto de lei devolvido por Barbosinha, foi o 48/2019, de Antônio Vaz (PRB), que autoriza o Poder Executivo a criar um acesso no portal eletrônico da Secretaria de Segurança Pública para atendimento de ocorrências envolvendo animais e dá outras providências, que havia recebido parecer favorável emitido pelo deputado João Henrique e agora segue para plenário sem incorporação das emendas após votação dos pares. Último devolvido por ele foi o Projeto de Lei 126/2019, do Poder Executivo, que revoga lei que denomina Lúcia Gonçalves do Carmo a Escola Estadual em construção em Chapadão do Sul e segue para o plenário por unanimidade de votos ao parecer favorável.

De relatoria do deputado Lidio Lopes quatro projetos receberam pareceres favoráveis e seguem livre tramitação. O 130/2018, de Pedro Kemp (PT), que dispõe sobre a proibição de fornecimento no Estado de canudos confeccionados de material plástico, com incorporação de emenda 001 – veja aqui. Outro o 130/2019, de Evander Vendramini (PP), que revoga Leis Estaduais 1999/1999, 2000/1999 e 2.045/1999, como parte do trabalho da Comissão de Eficácia Legislativa.

E ainda o Projeto de Resolução 10/2019, da Mesa Diretora, que aprova apresentação à Câmera dos Deputados de Proposta de Emenda à Constituição Federal, visando acrescentar o inciso IV ao art. 60 da Constituição Federal, para estabelecer a iniciativa popular para apresentação de PEC e o Projeto de Lei 119/2019, do Ministério Público Estadual, que altera o Anexo VI da Lei 4.134/2011, para criar cargos em comissão.

O deputado Gerson Claro também devolveu outros quatro projetos. Com parecer favorável do deputado Marçal Filho, o Projeto de Lei 91/2019, da Mesa Diretora, foi devolvido por Gerson acompanhando os demais votos pela regular tramitação para a proposta que dispõe sobre a continuidade do Programa de Aposentadoria Incentivada no Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul. Também segue a plenário por unanimidade o Projeto de Lei 106/2019, de autoria de Lidio Lopes, que declara de Utilidade Pública Estadual a Associação de Assistência Sociocultural da Igreja Assembleia de Deus das Missões de Nova Alvorada do Sul.

Ainda receberam pareceres favoráveis, com votos unânimes pela tramitação os Projetos de Resolução 4/2019, de Coronel David (PSL), que altera o Regimento Interno da Assembleia Legislativa, quanto às competências da Comissão de Segurança Pública e Defesa Social e o 7/2019, da Mesa Diretora que aprova apresentação à Câmara Federal de PEC com o objetivo de modificar a composição do Fundo de Participação dos Municípios.

O presidente Lidio Lopes convocou reunião extraordinária da CCJR para a próxima terça-feira, às 14h, no Plenarinho Nelito Câmara. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO PURIFICAÇÃO
Justiça Federal aceita denúncia contra cinco suspeitos de corrupção na Funsaud
BODOQUENA
Polícia apreende carreta com carga de cigarros contrabandeados
LIBERTADORES
Conmebol troca o árbitro de vídeo após comentário sobre Flamengo e River
EDUCAÇÃO
Governo prevê internet em 100% das escolas urbanas em 2020
TRÊS LAGOAS
Saúde confirma terceira morte por leishmaniose em cidade de MS
RURAL
Plantio da soja atrasa em 30% e preocupa lideranças rurais
AUTOESTIMA
Cassems oferece aula de culinária a beneficiários em tratamento oncológico
TECNOLOGIA
Carteira Digital de Trânsito agora avisa sobre vencimento de CNH
SAÚDE
Dourados: Sanesul constrói reservatórios para 3 milhões de litros de água
CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem é ameaçada de morte e esfaqueada pela prima

Mais Lidas

TRÂNSITO
Aos 84 anos, mulher sai de bailão bêbada e acaba presa após acidente em Dourados
FRONTEIRA
Alvo de pistoleiros, jovem fica ferido após ser atingido por disparos em frutaria
FRONTEIRA
Homem é executado com mais de 20 tiros e gestante baleada
ROCHEDO
"Velho do PCC" morre em confronto com o Choque