Menu
Busca terça, 18 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
SEGURANÇA PÚBLICA

Encontro de delegadas debate o enfrentamento à violência contra mulheres em MS

07 dezembro 2018 - 16h05Por Da Redação

Nos dias 5 e 6 de dezembro, a Subsecretaria Estadual de Políticas Públicas para Mulheres (SPPM/MS), em parceria com a Delegacia-Geral de Polícia Civil (DGPC/MS), realizou o Encontro de Delegadas de Mato Grosso do Sul, com o tema: “Avanços, conquistas e desafios no enfrentamento à violência contra mulheres e meninas em Mato Grosso do Sul”.

Ao todo 25 delegadas participaram do encontro, representantes da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Delegacia Especializada de Proteção à Criança e Adolescente do Estado (Depca), de Campo Grande e das Delegacias de Atendimento à Mulher (DAM), de municípios do interior do Estado.

O evento fez parte das ações da Campanha de 16 Dias de Ativismo – pelo fim da violência contra as mulheres, e teve como objetivo a troca de informações e boas práticas entre as delegadas, além da discussão das normas técnicas de padronização das Delegacias de Atendimento à Mulher e sobre o Manual de Instrução para Elaboração de Procedimento Operacional Padrão (POP – Feminicídio).

“O encontro nos possibilitou conhecer de perto os desafios de cada cidade, buscando fortalecer os vínculos com a rede de atendimento às mulheres vítimas de violência. Esse positivo desempenho em área de tamanha relevância está alinhado com a elevadíssima prioridade do governo às políticas públicas para mulheres”, ressalta Luciana Azambuja, Subsecretária Estadual de Políticas Públicas para Mulher.

No primeiro dia do evento foi realizada uma roda de conversa que contou com a presença da ex-secretária Nacional de Enfrentamento a Violência contra a Mulher, Aparecida Gonçalves, delegada-corregedora da Policia Civil/MS, Rosely Molina; delegada titular da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, Marilia Martins; e da Subsecretária Estadual de Políticas Públicas para Mulher, Luciana Azambuja.

Já no segundo dia do evento, a delegada Marilia Martins que já passou pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Campo Grande, retomou a discussão sobre as normas técnicas de padronização das Delegacias de Atendimento à Mulheres.

Ativismo

Os 16 Dias de Ativismo começaram em 1991, quando mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), iniciaram uma campanha com o objetivo de promover o debate e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo.

A data é uma homenagem às irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como Las Mariposas, assassinadas em 1961 por integrarem a oposição ao regime do ditador Rafael Trujillo, na República Dominicana.

A campanha dos “16 dias de ativismo” é uma mobilização mundial que ocorre em mais e 160 países, sendo realizada no Brasil desde 2003. Em Mato Grosso do Sul, a Lei nº 4.784/2015, proposta pelo deputado estadual, professor Rinaldo, e sancionada pelo governador Reinaldo Azambuja em 16 de dezembro de 2015, instituiu o dia 25 de novembro como o “Dia Estadual de Mobilização pelo Fim da Violência contra a Mulher”.

A campanha é o momento para conscientizar a população sobre a necessidade de erradicar a violência contra a mulher e divulgar os mecanismos legais para coibir a violência de gênero, e também para avaliar os avanços e retrocessos nas políticas públicas, as ações de enfrentamento à violência e a eficácia da Lei Maria da Penha.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Governo paga hoje 13º salário aos servidores estaduais
APOSTAS
Temer sanciona MP e apostas esportivas são legalizadas no Brasil
MATO GROSSO DO SUL
Entra em vigor Lei que simplifica a locação de máquinas
GERAL
Justiça pode decidir hoje sobre habeas corpus de 'João de Deus'
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 48 milhões nesta terça-feira
MS
Centro de monitoramento vai agilizar atendimento nas rodovias estaduais
ELLA E REALCE COSMÉTICOS
Eu apoio o projeto Natal para Todos - Dourados Brilha
PAUTA
STF julgará em abril validade de prisão de condenados na 2ª instância
FÁTIMA DO SUL
Incêndio destrói casa e mulher suspeita de envolvimento do ex no caso
UFGD
Mural mostra aumento de 80% em relatos positivos ao HU de Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem faz desabafo sobre a morte do pai em confronto: “lamento por você ter escolhido esse caminho”
DOURADOS
“Batida” acaba com festa lotada de menores e regada a bebida alcoólica
DOURADOS
Délia exonera cinco secretários de uma só vez e inicia reforma administrativa
POLÍCIA
Jovem é baleada em tentativa de assalto em Dourados