Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
ETILENO

Empresas de fachada movimentaram R$ 60 milhões aponta Gaeco

25 setembro 2017 - 17h20

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), deflagrou, nesta segunda-feira (25), a terceira fase da denominada Operação Etileno.

A investigação apurou a existência de uma organização criminosa, especializada na prática do crime de lavagem de dinheiro oriundo de diversas atuações ilegais, a exemplo de estelionato, tráfico de drogas, crimes fiscais, entre outros.

Foram constatadas frequentes movimentações financeiras a perfazerem cifras milionárias, próximas a R$ 60 milhões, por meio de empresas de fachada, criadas em nome de pessoas sem condições econômicas para tanto.

Entre os alvos de hoje estão empresários, contadores, profissionais liberais e um policial militar, o qual já havia sido preso na primeira fase da operação deflagrada em janeiro do presente ano.

Nesta terceira fase, com base nas investigações e pedido do Gaeco, foi decretada a prisão preventiva de sete investigados, além de busca e apreensão em nove localidades, nas cidades de Campo Grande e São Paulo (SP).

Até o presente momento, além de prisões, foram aprendidos nos endereços dos investigados diversos documentos, alta soma em dinheiro, armas ilegais e máquinas para contagem de dinheiro.

A prisão do policial militar foi procedida em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul e as buscas realizadas na cidade de São Paulo, onde ocorreu a apreensão de cerca de R$ 160 mil em dinheiro, foram desenvolvidas pelo Gaeco do Ministério Público paulista.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANAÍBA
Homem é preso tentando furtar caixa de cerveja de conveniência
ECONOMIA
Governo revisa economia com reforma da Previdência para R$ 855 bi
TRÊS LAGOAS
Trabalhador morre em turbina de hidrelétrica em MS e polícia investiga
PESQUISA
Oito em cada dez pessoas já leram notícias falsas em redes sociais
RIBAS DO RIO PARDO
Furtou caixa de som da prefeitura e foi preso por série de furtos
POLÍTICA
Comissão aprova projeto de Nelsinho Trad, que prevê ginástica laboral
PARANAÍBA
Homem é preso por furtar saco de cimento de Centro de Educação Infantil
RECEITA FEDERAL
Cerca de 700 mil contribuintes caíram na malha fina em 2019
SAÚDE
Enfermeira é flagrada dormindo em UPA e secretaria diz que era intervalo
PARCERIA
BB prorroga condições da Semana de Negociação até O fional do ano

Mais Lidas

FRONTEIRA
Três são indiciados pelo homicídio de adolescente esquartejado
RENÚNCIA FISCAL
Benefício fiscal para cerveja custou R$ 2,8 bilhões em quatro anos
SOLIDARIEDADE
Família de Gugu Liberato planeja campanha de doação de órgãos
POLÍTICA
Podemos decide expulsar o deputados Marco Feliciano do partido